Em 2018, o aplicativo de acompanhamento de ciclos, Clue,registrou um aumento de reclamações  por parte de mulheres com doenças crônicas
Divulgação
Em 2018, o aplicativo de acompanhamento de ciclos, Clue,registrou um aumento de reclamações por parte de mulheres com doenças crônicas

 Pesquisas inciais sugerem que o corpo de pessoas que menstruam tenham uma queda no sistema imunólogo, ou até mesmo um agravamento de doenças crônicas durante o período da ovulação, causando a chamada gripe menstrual. 

Para muitas mulheres, o surgimento de diversos sintomas antes e durante da menstruação é algo muito comum, como dores no corpo, febre, mal-estar, fadiga e vomito, o que pode ser confundido com a gripe ou outros tipos de doenças.

De acordo com o aplicativo de acompanhamento de ciclos, Clue, em 2018, mulheres que possuíam doenças como, síndrome de cólon irritável, autoimunes e epilepsia, tinham os seus sintomas agravados durante a menstruação. 

Segundo a doutora ginecologista Taraneh Shirazin, do N.Y.U. Langone Health, os sintomas podem estar ligados a uma resposta imune natural do corpo a inflamação durante o período. 

“É como o seu corpo apreende a inflamação”, fala a doutora Shirazin.

Ela também argumenta que o desconforto pode estar relacionado as mudanças hormonais. Taraneh Shirazin explica que durante a ovulação o hormônio luteinizante sobe antes da menstruação, caindo drasticamente quando esta começa, causando sintomas como dores de cabeça, fadiga e entre outros. 

“Algumas mulheres passam por isso todo ciclo, todo mês, com sintomas realmente agressivos”, finaliza Shirazin.

Apesar de ainda não houver dados conclusivos sobre o que realmente causa os desconfortos, a microbióloga Sabra Klein, da Escola de Saúde Pública Johns Hopkins Bloomberg, Estados Unidos, defende que se você sente desconfortos não ignore, busque ajuda médica.

“Cada mulher conhece o próprio corpo” pontua Klein.

Algumas recomendações para diminuir as dores e o mal-estar, é manter uma rotina de exercícios físicos, evitar alimentos com muito açúcar, cafeina e o álcool durante a ovulação e sempre ter acompanhamento ginecológico. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários