A atriz fala abertamente sobre o assunto em suas redes socias, decidindo assumir de vez ser careca
Reprodução
A atriz fala abertamente sobre o assunto em suas redes socias, decidindo assumir de vez ser careca


O mundo entrou em frenesi na noite de domingo do dia 27, quando o ator Will Smith deu um tapa no apresentador e comediante Chris Rock , após ele fazer uma  piada sobre a doença da esposa de Will durante a apresentação do Oscar. A atriz, cantora e dubladora Jada Pinkett Smith, vem enfrentando há alguns anos a alopecia, doença autoimune, que faz os cabelos caírem.

Muito aberta sobre o assunto, especialmente para ajudar outras mulheres que passam pela mesma situação, ela já relatou por diversas vezes como a sua doença vinha impactando o seu psicológico.  No Brasil, Juliette foi uma das famosas que revelou recentemente sofrer do mesmo problema. 

"Foi aterrorizante quando começou. Eu estava no chuveiro um dia e tinha apenas um punhado de cabelo em minhas mãos e eu estava tipo: 'Oh, meu Deus, eu estou ficando careca?", contou a atriz durante o programa "Red Table Talk". 

Muito mais cobradas por sua aparência, as mulheres vivem o estigma de que cabelos longos é um traço de feminilidade e beleza, se sentindo fortemente abaladas quando perdem os seus cabelos. A tricologista Renata Vasconcellos relata sobre como muitas pessoas com a doença acabam por desenvolver problemas psicológicos, como isolamento e até mesmo depressão.  

“Ela causa impacto na autoestima e na autoconfiança da mulher. Muitas vezes o paciente tende a se isolar, evitar ambientes sociais, podendo desenvolver depressão. Vejo isso muito na prática, em pacientes, especialmente do sexo feminino. Por isso devemos conscientizar sobre a doença e respeitar, sempre”, relata. 

Leia Também

A médica também afirma que, ao contrário do que se pensa, a alopecia é tão comum entre as mulheres quanto nos homens, atingindo principalmente as  jovens com menos de 20 anos.

Leia Também

“É comum, especialmente em pacientes mais jovens. A afecção pode iniciar-se em qualquer idade, havendo um pico de incidência entre os 20 e os 50 anos, sendo que 60% dos doentes apresentam o primeiro episódio da doença antes dos 20 anos", explica a médica. 

jada
Divulgação

Jada Pinkett Smith

A alopecia da Jada Pinkett Smith é causada por um fator autoimune, mas esse não é o único elemento que pode causar a doença. Estresse, infecções e problemas emocionais também podem ser causadores, como explica o tricologista João Gabriel Nunes.

“Existem vários fatores que podem causar essa doença e alguns tipos de alopecia.  Essa doença que “ataca” os folículos pode ser hereditária, hormonal, por alguma doença autoimune, por ter passado por um período de infecção, stress e algum trauma emocional muito grande, por exemplo”, diz o especialista. 

Apesar de nem todos os casos de alopecia terem cura, como o da Jada Pinkett Smith, muitos possuem tratamento e podem ter os seus efeitos retardados. Por isso é de extrema importância procurar um profissional logo no início dos sintomas, para que o caso seja avaliado individualmente e com isso se encontre o melhor tratamento. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários