Mulheres devem evitar fazer mamografia nas quatro semanas após se vacinarem
Reprodução: Alto Astral
Mulheres devem evitar fazer mamografia nas quatro semanas após se vacinarem

Mulheres que fazem mamografia de rotina devem se atentar e realizar o exame antes de tomar a vacina contra a covid-19 ou quatro semanas após a segunda dose. Segundo a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM), podem existir confusões entre uma reação comum ao imunizante e sintomas de câncer de mama.

A vacina é a inoculação de uma partícula que gera um processo inflamatório, podendo causar reação local e regional. A reação local é percebida horas após a vacinação, quando o braço fica vermelho, duro e inchado. A reação regional está ligada à inflamação dos linfonodos. Se a vacina é aplicada no braço, isso pode se refletir na axila ou na região cervical, surgindo “caroços” nessas regiões, disse Vilmar Marques, presidente da SBM em entrevista ao Estadão.

A recomendação é que a paciente realize o exame antes de se imunizar ou quatro semanas após a última dose, se não for possível, é recomendável que o médico seja avisado sobre a vacinação recente. Caso qualquer um dos sinais e reações continue por mais de quatro semanas, a paciente deve procurar assistência médica.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários