Como cuidar da pele após os 40 anos?
Reprodução: Alto Astral
Como cuidar da pele após os 40 anos?

Ao longo dos anos, a pele passa por diversas transformações, como manchas, poros abertos, oleosidade, ressecamento, linhas finas, rugas e flacidez, por exemplo. Embora essas características sejam parte do processo natural de envelhecimento das pessoas, alguns sinais e aspectos podem ser prevenidos e até mesmo evitados, se tratados corretamente. Assim, é possível que a pele envelheça mantendo o viço, a luminosidade e a elasticidade.

Segundo o dermatologista José Roberto Fraga Filho, a partir dos 30 anos começamos a perder 1% de colágeno anualmente, resultando na perda da sustentação da pele, o que leva a flacidez. “No rosto, especificamente, ocorre uma mudança no formato: antes, tem forma triangular, indicando juventude e, depois, forma hexagonal, mostrando um certo derretimento da face”, destaca o membro da Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e diretor clínico da Clínica Dermagynus.

Dessa forma, o skincare não deve começar apenas após aos 40 anos. Os cuidados diários devem acontecer sempre, respeitando a fase em que a pele está e suas necessidades naquele momento. José conta que um dos fatores que mais levam ao envelhecimento é a luz. Por isso, ele enfatiza que o uso diário e repetitivo do protetor solar ainda é considerado o melhor tratamento preventivo.

A rotina dos 40

A rotina de skincare após os 40 anos! (Shutterstock)

Por aqui, não há muito mistério: o dermatologista indica a lavagem do rosto com sabonete apropriado para o tipo de pele, seguido da hidratação e finalizando sempre com o protetor solar. Apesar de serem apenas três passos fáceis e simples, ele garante que são o suficiente para manter a pele mais saudável.

Você viu?

“Já os tratamentos tópicos visam melhorar a qualidade da pele, ou seja, tratar manchas, rugas finas, poros abertos, entre outras condições. Mas esses cremes não conseguem tratar a flacidez causada pela idade, por exemplo”, clarifica o especialista que considera a alimentação saudável como uma dica de ouro para a pele firma e bonita. “Com a correria da vida moderna, porém, nem sempre é viável se alimentar corretamente, então, usamos a partir dos 35 anos uma suplementação de vitaminas para estimular o colágeno”, completa.

Além do skincare, é comum que, por volta dessa idade, as pessoas recorram a tratamentos estéticos para melhorar alguns aspectos da face. Dentre os procedimentos mais procurados, José cita que a aplicação de toxina botulínica — o famoso botox — é o mais realizado, usado em rugas de expressão. “Já para flacidez, indicamos os Bioestimuladores de colágeno e outras tecnologias, como ultrassom microfocado. Enquanto peelings e lasers são opções em casos de manchas”, conta o médico.

Por fim, mas muito importante, o especialista relembra que manter bons hábitos é essencial para a pele bonita. Ficar longe do tabaco, montar pratos coloridos e ricos em legumes, vegetais, proteínas e bons carboidratos e dormir a quantidade de horas suficientes, bem como levar uma vida saudável em todos os aspectos, são dicas simples e farão toda a diferença para a beleza e saúde da cútis.

Fonte: José Roberto Fraga Filho, dermatologista e membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), é médico fundador e diretor clínico da Clínica Dermagynus.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários