Meditação: veja como acalmar a mente sem sair de casa
Reprodução: Alto Astral
Meditação: veja como acalmar a mente sem sair de casa

Não é novidade para ninguém que os últimos meses têm sido uma verdadeira prova de resistência, afinal, somos seres sociáveis, e a pandemia com certeza deixou suas marcas tanto na nossa saúde física quanto emocional.

Ficar por um grande período de quarentena, principalmente para quem mora sozinho, e lidar com as novas demandas geradas pelo home office levou muita gente a um quadro de estressa, além dos sintomas de depressão, ansiedade e até mesmo de insônia que passaram a estar mais presentes na rotina. Todavia, para evitar ou reverter esses cenários, entenda que é possível alcançar a tranquilidade por meio das técnicas de meditação .

Muitos passaram a aderir essa estratégia para suportar os dias solitários em casa, visto que a prática permite que o corpo e a mente entrem em um modo de relaxamento interno - graças à postura e ao direcionamento da atenção total para a respiração.

Dessa forma, se você ainda não aderiu à meditação no seu estilo de vida, saiba que é possível meditar em casa mesmo, e pode ser uma ótima solução para conseguir passar por fases difíceis com mais serenidade. Então, confira as dicas de como acalmar sua mente sem sair do próprio lar com essa prática tão poderosa e milenar:

Opte por roupas confortáveis

Se sentir bem e aconchegante com as suas vestimentas é parte essencial para conseguir realizar a meditação. Por isso, prefira roupas leves e que deixem o corpo livre.

Encontre o seu lugar para meditar

Busque por ambientes calmos, sem barulho ou qualquer tipo de bagunça. O lugar precisa ter também um clima agradável, no qual você não sinta nem calor, nem frio. Lembre-se: quanto mais confortável você se sentir, melhor será a atividade. No entanto, fique em um ambiente que traga bons sentimentos e te deixe longe de toda a confusão.

Música

Canções calmas podem te ajudar a relaxar rapidamente. Coloque uma melodia que traga paz e calmaria ao seu interior e deixe o som no volume baixo. Há quem prefira o silêncio total, mas quem dirá o que é certo para você é a sua mente.

Você viu?

Posição

Existem pessoas que preferem meditar sentadas, outras encontram o relaxamento quando estão deitadas, ou até mesmo em pé. Não existe regras; teste as posições mais confortáveis até encontrar a certa para você. Se você preferir ficar sentado, tenha cuidado com a postura para não ter dores após a atividade - vale colocar uma almofada atrás dos glúteos para ajudar a manter a coluna reta e o quadril para trás. Se for deitada, tente não pegar no sono!

Respiração

Tentar aquietar a mente pode ser difícil nas primeiras tentativas. Pode ser que encare a sensação de que quanto mais você tenta esvaziar a mente, mais os pensamentos vêm - e está tudo bem! Leve toda a sua atenção para a respiração, controle ela durante todo o processo. Perceba como o ar entra e sai do seu corpo, acompanhando o caminho que ele faz desde o nariz até os pulmões e o diafragma, e como você o expulsa.

Se algum pensamento surgir, aceite-o, mas não se deixar levar por ele - ele irá sumir sozinho de sua mente. Então, volte a prestar no ar que entra e sai de suas narinas. Outras boas dicas para conseguir meditar é manter os olhos fechados e o olhar focado entre suas sobrancelhas, além de deixar a ponta da língua encostada no céu da boca, sempre buscando não tensionar os músculos da face

Qual momento do dia é melhor para meditar?

O momento é você quem escolhe! Pode ser após acordar, antes de dormir ou até depois do expediente de trabalho. O período ideal é quando você tiver alguns minutos para relaxar. No início, até que você se acostume com o exercício, meditar até 5 ou 10 minutos é o suficiente. Aumente a duração da meditação gradualmente, sem pressa.

Consultoria: João Bidu

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários