5 plantas para adotar na sua decoração
Reprodução: Alto Astral
5 plantas para adotar na sua decoração

Com a pandemia, a moradia deixou de ser somente aquele lugar de tranquilidade e descanso, mas passou a ser uma mistura de ambiente de trabalho, de lazer e até mesmo de exercícios físicos. Dessa forma, ao ficar muito tempo no mesmo espaço, muitas pessoas acabaram enjoando da decoração do próprio lar e se arriscaram ao deixar os cômodos mais vivos, como, por exemplo, trazendo um pouco mais do frescor da floresta para dentro de suas residências.

Assim, para quem acabou de entrar no universo verde, é essencial acompanhar as tendências que movimentaram os últimos tempos e se inspirar cada vez mais com plantas que contemplam o paisagismo e a arquitetura. Dessa forma, a 2.ª mostra Rio Arquitetura e Design Garden, que estava em exibição até o dia 1 de agosto no Shopping Metropolitano, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, mostrou novidades para deixara decoração viva, elegante e moderna.

Portanto, para deixar a sua casa mais verde, que tal ficar atualizada nas tendências do mundo das plantas? Confira as apresentadas na mostra:

Bromélias

Shutterstock

Essa planta é uma ótima alternativa para quem está procurando dar um "up" nos jardins, canteiros e também nas varandas de apartamentos. Além de serem delicadas e fáceis de manter, possuem um visual exótico e conseguem deixar qualquer cômodo mais vivo.

Por isso, Julio Sousa, biólogo e paisagista, explica que as bromélias são uma ótima opção para quem quer um visual "diferentão" no décor. "Seu visual é exótico e cheio de cores destaca o ambiente onde são inseridas, seja em vasos decorativos, jardim vertical ou até mesmo em paginação de canteiros”, explica.

Na mostra, a planta foi usada no conceito de “tom sobre tom”, que mescla as mobílias com perfil arrojado e contemporâneo, proporcionando bem-estar e abusando dos traços tropicais modernos. Segundo Julio, é mais que possível usar a bromélia na tendência de “urban jungle” (floresta urbana, em tradução livre).

Ainda de acordo com o paisagista, é preciso cuidar adequadamente da planta para ela oferecer uma atmosfera mais viva e colorida. "Para que fiquem com aspecto vistoso e saudável, sugiro regá-las frequentemente na parte central. Já nas folhas aconselho apenas borrifar quando o tempo estiver mais quente. É preciso sempre observar suas características, então se suas folhas estiverem escuras é sinal de que elas precisam de luminosidade, e nessas horas elas estarem em vasos decorativos facilitam seu transporte. Em relação ao solo, elas gostam bastante que ele não seja compactado, então gosto de utilizar a casca de pinus que ajuda o substrato ficar leve", esclarece.

Peperômia

Shutterstock

Quer deixar sua casa mais verde ainda? As peperômias são as plantinhas que vão mudar o visual da sua residência. Ela é uma espécie de origem tropical, podendo ser usada no seu jardim sem medo. Prática e versátil, a paisagista Fátima Costa explica que é possível uma composição harmônica, aconchegante e elegante ao aderir a peperômia em casa.

“São as folhas desiguais que tornam essa planta tão bonita e interessante para usar na decoração de casa – principalmente em ambientes com decoração clean", clarifica.

Graças à folhagem gordinha, pronta para armazenar água, a peperômia consegue suportar a estiagem e não precisa de tanta rega para sobreviver. Ou seja, além de resistente, a peperomia-obtusifolia é uma opção versátil se a sua selva for compartilhada com crianças e animais de estimação, sendo que ela não possui substâncias tóxicas.

Você viu?

Plantas pendentes

Shutterstock

Está na hora de apostar nas jiboias e samambaias! O arquiteto Angello Marques e o paisagista Renato Brito se inspiram em um conceito de oásis em meio a cidade com ráfia, bromélias e plantas pendentes no geral.

É possível utilizar a samambaia hilli, calicia, jiboia pendente branca, jiboia pendente prateada, jiboia pendente amarela, véu de noiva e tostão esmeralda em casa. Use a criatividade e use e abuse das plantas pendentes!

Asplênio

Shutterstock

Na 2.ª mostra Rio Arquitetura e Design Garden, a arquiteta Aline Miharu decidiu inserir o verde em casa para elevar o nível de relaxamento, conectar com a natureza, aliviar o estresse e a ansiedade, ajudando a saúde mental, já que estamos vivendo um período muito conturbado em decorrência do isolamento social.

Em seu projeto, Aline optou em utilizar a asplênio, a prima oriental da samambaia, que possui folhas longas, inteiras e brilhantes. A planta gosta de calor e umidade, mas não resiste ao sol direto nas folhas, nem ao frio. O ideal é mantê-lo em um local com luz difusa, indireta.

Pleomere

Reprodução / Instagram @jardimraiz

Outro ambiente que tem o verde como ponto principal é o da arquiteta Viviane Bouzada, onde as plantas tropicais deram um "tcham" em seu projeto. Em alta, a pleomere foi destaque na decoração. A planta vistosa, cujas folhas são coriáceas (com consistência semelhante ao couro), laminadas e onduladas, não tolera baixas temperaturas e ambientes mal iluminados, necessitando, assim, estar, preferencialmente, em pleno sol.

Fontes: Julio Sousa, biólogo e paisagista; Fátima Costa, paisagista; Angello Marques, arquiteto; Aline Miharu, arquiteta; e Viviane Bouzada, arquiteta.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários