Alto Astral

Entenda de uma vez por todas como realizar a esfoliação no rosto
Reprodução: Alto Astral
Entenda de uma vez por todas como realizar a esfoliação no rosto

A cada dia aprendemos mais sobre skincare e as maneiras corretas de tratar a pele . Mas junto de todas essas informações, vem a dúvida se determinado passo ou produto é indicado para o nosso rosto.

Embora o acesso a uma rotina de cuidados seja democrático, é preciso ter cuidado com aquilo que se usa. Muitos produtos e técnicas possuem indicações específicas, assim, se forem usados de forma incorreta, poderão não trazer os resultados esperados ou até mesmo causar algum dano à face, como alergias e lesões.

No Brasil, assim como em muitos países, a ideia é seguir uma rotina com etapas. O que varia, no entanto, é a quantidade de passos, que deve diferir para cada pessoa. O essencial, já recomendado por especialistas, é lavar o rosto com um sabonete ou gel de limpeza específico para o seu tipo de pele, hidrata-lo e protegê-lo da exposição solar.

No entanto, existem passos complementares que podem tornar a rotina mais efetiva e acelerar os resultados.

A esfoliação

Um complemento aos cuidados é a esfoliação, que consiste em remover as células mortas e desobstruir os poros. Mas será que todos podem esfoliar o rosto? Confira as explicações e dicas do dermatologista Dr. Lauro Rodolpho Soares Lopes, membro da Doctoralia.

"Física ou química, a esfoliação pode, sim, ser feita em todos, desde que respeite suas particularidades e necessidades", assegura o médico. Sendo assim, ele indica que o correto é fazê-la após a limpeza e antes de usar o tônico facial.

As peles oleosas podem receber a esfoliação em dias alternados, enquanto as secas e/ou sensíveis devem ser esfoliadas, no máximo, duas vezes e com produtos menos abrasivos, segundo o especialista.

Você viu?

Escolhendo os produtos

Optar por marcas de confiança, as quais você já tenha utilizado e garantido um bom resultado, é uma das dicas do dermatologista. Ele ressalva, também, a importância em consultar sempre um profissional, pois, só assim obterá a orientação e recomendação corretas para executar o processo com segurança.

E cuidado com as receitas caseiras! Embora pareçam milagrosas e eficazes, fazê-las sem prescrição pode causar danos: "os grânulos dos produtos são irregulares e agressivos, o que promove escoriações na pele, causando raladuras e ferimentos, predispondo a pele a infecções oportunistas e manchas", pondera Dr. Lauro, que opta por não receita-las.

A minha pele precisa de esfoliação?

De acordo com o médico, a pergunta é muito relativa, pois, dependerá exclusivamente do objetivo desejado com o tratamento da pele, podendo tornar a esfoliação um passo importante ou completamente indispensável.

Ele lembra que, antigamente, esfoliar o rosto era essencial para os tratamentos de acne, enquanto, hoje, trabalhos mostram que o efeito é mais maléfico do que benéfico. Tendo isso em mente, a melhor forma de responder essa questão é procurando um dermatologista, de modo a avaliar suas necessidades.

Consultoria: Dr. Lauro Rodolpho Soares Lopes, médico dermatologista e membro da Doctoralia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários