Alto Astral

Saiba como o uso intenso do celular pode afetar negativamente sua saúde
Reprodução: Alto Astral
Saiba como o uso intenso do celular pode afetar negativamente sua saúde

O mundo está cada vez mais conectado, tudo acontece no virtual, sobretudo nestes tempos de pandemia. O celular passou a ser um elemento ainda mais presente na vida de todos, no entanto, seu uso intenso pode causar danos à saúde.

A universidade King's College London apontou que a dependência dos celulares tem sido vista como um distúrbio psiquiátrico, atingindo, inclusive as crianças . E, como todo exagero, isso também traz problemas.

Síndrome do pescoço de texto

Um problema recorrente atualmente, se trata de um incômodo na região cervical e ombros, que pode acarretar problemas crônicos. A longo prazo, a síndrome pode levar o indivíduo a ter hérnia de disco, pois fica comprimindo os discos da coluna.

Segundo o Dr. Luciano Miller, ortopedista e cirurgião de coluna do Hospital Albert Einstein, conforme vamos inclinando o pescoço para frente, a cabeça vai ficando mais pesada. "O pescoço não aguenta ficar tanto tempo segurando esse peso e, por isso, acabamos sentindo muita dor nessa região”, explica o profissional.

Dores nas mãos

As dores nos dedos, no punho e nos cotovelos também são comuns e podem evoluir para tendinites e artroses. Viver digitando também aumenta o risco de sofrer acidentes, seja de carro ou mesmo caminhando.

Problemas psicológicos

As pessoas estão cada vez mais dependentes emocionalmente dos aplicativos e celulares para viver. De acordo com o psicólogo Dr. Yuri Busin, o problema para a saúde mental está principalmente nas redes sociais e na conexão que temos com o mundo externo a partir do aparelho.

O uso excessivo pode acarretar diversos distúrbios. "Pode gerar até mesmo FoMO, que é um transtorno ansioso no qual a pessoa não consegue se desaproximar de seu telefone com medo de perder algum tipo de informação, não conseguir responder e ficar extremamente angustiada com isso", explica o psicólogo.

Você viu?

Distúrbios do sono

"Os celulares emitem um comprimento de luz que inibe a liberação da melatonina pela glândula pineal", explica o médico acupunturista, Dr. André Tsai.

Dessa forma, podendo acarretar insônia e dificuldades para dormir, evitando que o indivíduo consiga descansar totalmente e ter uma boa noite de sono.

Complicação na visão

A prolongada exposição às luzes do celular e letras muito pequenas, podem fazer com o que a pessoa precise usar óculos. Isso acontece porque os olhos fazem mais força para identificar os elementos da tela, além de causar secura e inflamações.

Infecções

O aparelho costumar ir para todos os lugares com quem o utiliza, acumulando, dessa forma, uma infinidade de bactérias e microrganismos. É essencial realizar uma limpeza diária da tela.

Para a higienização, use álcool isopropílico com concentração 70% (caso encontre somente com uma concentração maior, de 98%, será preciso diluir). Tenha muita atenção para não deixá-lo próximo ao fogo. Aplique o álcool em um pano apropriado (macios e que não soltem fiapos).

Consultoria : Dr. Luciano Miller, ortopedista e cirurgião de coluna do Hospital Albert Einstein /Dr. André Tsai, médico acupunturista e presidente do Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura / Dr. Yuri Busin, psicólogo, mestre e doutor em neurociência do comportamento pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários