Alto Astral

5 séries com representatividade trans para maratonar hoje
Reprodução: Alto Astral
5 séries com representatividade trans para maratonar hoje

O Dia Nacional da Visibilidade Trans é celebrado nesta sexta-feira, 29 de janeiro. A data simboliza a luta contra o preconceito e pela garantia de direitos por toda a comunidade trans.

Mas você sabe o porquê da visibilidade trans ser celebrada neste dia? Tudo começou há 17 anos, em 2004, quando o Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde (DDAHV) iniciou a primeira campanha contra a transfobia. Mulheres e homens transexuais e travestis foram ao Congresso Nacional, em Brasília, para participarem da campanha “Travesti e Respeito”, marcando, portanto, o dia 29 de janeiro permanentemente.

E para celebrar esta data importante, separamos 5 séries incríveis com representatividade trans que você pode maratonar hoje mesmo. Veja!

5 séries com representatividade trans para maratonar ainda hoje

Sense8

Apesar de conter apenas duas temporadas, a série carrega uma legião de fãs que gostaria, até hoje, de uma continuação. Sense 8, disponível na Netflix, foi criada pelos irmãos Andy e Lana Wachowski, também criadores da trilogia cinematográfica Matrix. A representatividade na série está na personagem Nomi, que é uma ativista transgênero e hacker, vivida pela atriz também trans Jamie Clayton. Nomi tem outro papel importante, por ser lésbica, a personagem prova que transexualidade não tem nada a ver com a orientação sexual.

Orange Is The New Black

A série que ganhou tamanha popularidade se passa em uma prisão e uma de suas grandes personagens é a Sophia Burset, interpretada pela atriz transexual Laverne Cox. Na série, Sophia foi presa por fraude e, após o episódio que conta sua história, conquistou boa parte dos espectadores. A atriz chegou a receber uma indicação ao Emmy Awards na categoria Melhor Atriz Convidada numa Série de Comédia em 2014. Assista Orange Is The New Black na Netflix.

Você viu?

American Horror Story

Quando o assunto é representatividade trans, definitivamente American Horror Story se destaca! A produção de Ryan Murphy, criador de Glee, não trata diretamente de vivências de personagens LGBTQIA+, mas todas as suas temporadas possuem personagens da sigla. Chaz Bono e Erika Ervin são dois atores trans que já participaram da trama. Você pode maratonar a série na Amazon Prime Vídeo e também no GloboPlay.

Pose

Criada também por Ryan Murphy, Pose tem o maior elenco transexual, transgênero e travesti da história. A série faz sucesso na Netflix e narra a vivência de pessoas relacionadas aos  ballrooms  nos Estados Unidos nos anos 1980 e 1990. Temas como preconceitos estruturais e violência são tratados com notoriedade em Pose. Uma curiosidade interessante: Billy Porter, um dos protagonistas da série, foi o primeiro homem negro gay indicado à categoria de Melhor Ator.

The Fosters

O show, produzido pela Freform, apresenta dois personagens trans: Cole, interpretado por Tom Phelan, e Aron, vivido por Elliot Fletcher. Em ambos os casos, os personagens são também interpretados por atores transsexuais. Elliot já fez parte da série Faking It da MTV que, inclusive, é também uma ótima recomendação de série com representatividade trans. The Fosters está disponível na Amazon Prime Vídeo e no GloboPlay.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários