Alto Astral

Por que é importante observar o pH do shampoo?
Reprodução: Alto Astral
Por que é importante observar o pH do shampoo?

Longe de ser apenas uma jogada de marketing, o pH do shampoo interfere diretamente na aparência e textura da cabeleira. Utilizar um produto com o índice inadequado para as suas madeixas pode irritar o couro cabeludo , provocando ardência, coceira e vermelhidão, além de prejudicar os fios. Por isso, o Alto Astral bateu um papo com o médico tricologista Luciano Barsanti para esclarecer as dúvidas mais comuns e te mostrar qual é o pH de shampoo mais adequado para uso diário.

Confira as dicas importantíssimas sobre o pH do shampoo!

O pH ideal

alt
Foto: Shutterstock

Eis a primeira questão importante, qual é o pH ideal para o shampoo? O pH do couro cabeludo varia entre 3.8 e 5.6, o que significa que a região é levemente ácida. Para não agredir os fios, o shampoo utilizado deve ter um índice entre 5 e 7.

Próximo ao dos cabelos

alt
Foto: Shutterstock

Até parece aula de química, mas a relação é bem simples: o pH do produto capilar deve ser próximo ao dos cabelos. “O ideal é que o índice seja em torno de 6,5”, explica o médico tricologista Luciano Barsanti.

Cosmético com pH maior que 7, nem pensar!

ph do Shampoo
Foto: Shutterstock

Na prática, aplicar diariamente um cosmético com o pH superior a 7 causa irritação no couro cabeludo. “Também deixa os fios frágeis, quebradiços e sem brilho”, completa o profissional.

Você viu?

Shampoo com pH baixo está liberado!

ph do Shampoo
Foto: Shutterstock

Já a cabeleira lavada com shampoos de pH baixo ganha mais brilho, textura, aspecto saudável e é mais fácil de pentear. Portanto, são as melhores opções para lavar suas madeixas no dia a dia.

Shampoo de limpeza

ph do Shampoo
Foto: Shutterstock

Para entender melhor essa relação, saiba que os shampoos de limpeza profunda, em geral, contam com pH levemente superior a 7, para que possam abrir ainda mais as escamas dos fios e remover os resíduos acumulados no cabelo – e por isso só podem ser usados uma vez na semana. “Os alisamentos, por exemplo, são feitos com substâncias alcalinas (pH maior do que 7) e, por isso, é preciso aplicar um neutralizante logo após o procedimento”, finaliza Luciano.

Texto: Natália Ortega | Consultoria: Luciano Barsanti, médico tricologista | Edição: Flávia Gonçalves

SAIBA MAIS:

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários