Tamanho do texto

Muitos dos conceitos apresentados nas passarelas de desfiles de moda são exclusivos, mas algumas peças podem servir como inspiração para o seu dia

O São Paulo Fashion Week é considerado o maior evento de moda do Brasil e um dos mais importantes da América Latina. A edição N45 da SPFW, que começou no sábado (21) e continua até quinta-feira (26), conta com a participação de diversas grifes apresentando as novas coleções e projetos para essa temporada de moda

Leia também: Maquiagem natural é destaque em desfiles de moda da SPFW N45

Nova coleção do estilista brasileiro Reinaldo Lourenço sendo apresentada em desfile na 45ª edição da SPFW
Reprodução/Instagram/SPFW
Nova coleção do estilista brasileiro Reinaldo Lourenço sendo apresentada em desfile na 45ª edição da SPFW

Apesar da importância do evento para os amantes da moda e fashionistas brasileiros e estrangeiros, a apresentação de conceitos de maquiagem, cabelos bem elaborados e, principalmente, de acessórios e peças de roupa muitas vezes feitas exclusivamente para a passarela pode dificultar na hora de pensar em como adaptar o que é apresentado na SPFW para o cotidiano. 

De acordo com a personal stylist Juliana Parisi, a dica para assistir aos desfiles é pensar em composições de looks com as peças que te chamarem atenção, mas principalmente tentar combinar roupas diferentes para montar novas produções que sejam mais "reais".

"Os desfiles são geralmente um show à parte e, por isso, muitos visuais acabam parecendo difíceis de serem usados, mas as marcas estão cada vez mais apostando em looks de passarela que as pessoas consigam usar e comprar naquele exato momento também nas ruas", explica. Dessa forma, é só verificar quais marcas estão seguindo a ideia "see now, buy now" — "veja agora, compre agora", em tradução para o português —, ou seja, quando as peças desfiladas chegam imediatamente às lojas.

Parisi recomenda prestar atenção em alguns detalhes das roupas que são apresentadas na passarela. "Veja os tecidos, modelagens, cores e outros detalhes que sejam predominantes no desfile. Assim você entenderá mais sobre o que será aposta na estação".

Dessa forma, a ideia é olhar a composição completa do que está sendo apresentado, não apenas as roupas , para saber o que vai estar em alta e quais são as próximas tendências. Além disso, Parisi sugere conhecer um pouco da história do estilista responsável pelo desfile que irá assistir, para o melhor entendimento do estilo do profissional, além das inspirações para criar cada peça. 

Leia também: O que vai ser tendência de moda na temporada outono/inverno 2018? 

Aquela peça da SPFW é para mim? 

O desfile da Osklen teve o conceito
Reprodução/Instagram/SPFW
O desfile da Osklen teve o conceito "ASAP" e pedia urgência por práticas socioambientais mais conscientes


Antes de você ficar em dúvida sobre como combinar as roupas que foram desfiladas na passarela da SPFW ou de qualquer outro evento do mundo da moda, é preciso pensar em outra coisa: se esse conceito faz parte do seu estilo pessoal.

A consultora de imagem e estilo Ju Sayum afirma que se conhecer e saber seus gostos podem ajudar para tirar inspiração da passarela. "O ponto de partida mais importante é escolher peças que tenham a ver com você, que fazem sentido à vida que leva, e principalmente, que não te cause constrangimento. As peças tem de proporcionar segurança e confiança. Roupas e acessórios, são instrumentos poderosos de comunicação e dizem muito a nosso respeito."

Segundo a especialista, uma boa receita para não se sentir um "peixe fora d’água" e continuar na moda sem acrescentar peças que não são a sua cara no guarda-roupa é ponderando a intensidade dos elementos que queira trazer como referência das passarelas ou de editoriais ao seu dia a dia.

"Por exemplo, se você curte a tendência dos anos 80 que traz muito coordenações em  tons vibrantes e brilho, em looks cheios de irreverência, e quer usar sem receio, a minha sugestão é: opte por uma cor diferente , mas que você curta, e coordene com outra mais neutra", explica.

"Outra situação é se você quer dar uma pitada de brilho ao visual: escolha a proporção ideal deste elemento. Não precisa, de repente, se empolgar em comprar um macacão todo em paetê que tenha visto nas passarelas. Mas escolher uma blusa ou casaqueto com apenas alguns detalhes deste material já pode fazer mais sentido à sua rotina e ao seu estilo."

Escolher peças que não comuniquem a sua personalidade ou não sejam coerentes com as ocasiões de sua vida, podem te deixar insegura na hora de usá-las. A consultora de imagem e estilo afirma que o objetivo de uma peça de roupa é trazer segurança, te deixar empoderada e valorizar aquilo que você gosta no seu corpo. Por isso, escolher itens que não vão de acordo com essas características podem trazer o efeito contrário. 

Leia também: Boina é tendência de acessório para qualquer estação do ano; veja como usar

O que é preciso saber antes de assistir aos desfiles? 

A grife da designer Lilly Sarti levou recortes, cores e tecidos leves para a passarela do São Paulo Fashion Week N45
Reprodução/Instagram/SPFW
A grife da designer Lilly Sarti levou recortes, cores e tecidos leves para a passarela do São Paulo Fashion Week N45


Antes de mais nada, é preciso ter em mente que os desfiles são uma grande referência do que é possível encontrar nas lojas e nas ruas, ou seja, é uma base do que se está usando na temporada de moda atual — ou do que vai ser usado em pouco tempo. "É uma maneira muito inspiradora que nos atualiza, que nos ajuda a dar criatividade ao modo que nos vestimos e nos apresentamos", diz Ju Sayum.

A profissional explica que é ótimo seguir referências da passarela como estimulo, mas também é importante que as pessoas sejam originais. "Seja você mesma o seu prórpio guia de referências. Conheça o seu corpo, o que mais curte nele, as cores ou estampas que te enchem os olhos, as texturas que lhe agradam ao toque", diz.

Também é importante saber para qual ocasião cada roupa funciona melhor. "Entender o que é melhor para usar no trabalho, em eventos pessoais ou sociais são super importantes na hora da escolha o que comprar. Isso já é um primeiro passo para te ajudar a não comprar de forma desenfreada, posteriomente, quando se deparar numa loja."

Em coleções apresentadas na SPFW ou em outros eventos de moda, também é importante pensar que o que é tendência agora, nem sempre vai estar em alta no ano que vem. "Procure por modelagens atemporais, que possam ser usadas em qualquer época, diferentes ambientes ou que possibilitem diversas coordenações, que sejam versáteis", finaliza a especialista. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.