Tamanho do texto

Ser pequena nunca foi um problema para Doris. Mesmo com comentários chatos que já ouviu, ela mostra que é possível fazer tudo o que ela quer

Se para mulheres de tamanho médio já é difícil encontrar inspirações reais nas redes sociais e roupas que sirvam perfeitamente em lojas de departamento, para mulheres anãs, então, é muito mais difícil. A blogueira Doris Jeong, entretanto, quer mudar essa ideia e mostrar que basta um olhar diferente para cada peça e um conhecimento maior sobre o nosso corpo para encontrarmos nosso próprio estilo.

Leia também: Anões enfrentam preconceitos na busca por emprego tradicional

Além de falar de moda, a blogueira Doris Jeong também faz vídeos no YouTube listando o que nunca falar para um anão
Instagram/doreese/Reprodução
Além de falar de moda, a blogueira Doris Jeong também faz vídeos no YouTube listando o que nunca falar para um anão

Doris, que vive em Seattle, nos Estados Unidos, tem 28 anos e é uma blogueira com nanismo , mas em seu site compartilha dicas de moda para mulheres de todos os tamanhos. Mas claro que também há informações específicas para mulheres anãs, como lojas onde é possível encontrar roupas feitas pensando neste público.

“Eu acho que é um pouco difícil para outras pessoas entenderem que moda não tem limite de tamanho”, afirma Doris em entrevista para o canal do YouTube “Barcroft TV”. “As pessoas pensam que a moda é apenas para aqueles que são altos, magros e lindos, mas eu realmente acredito que, com um pouquinho mais de esforço, nós podemos fazê-la funcionar. Moda é para todo mundo", completa. 

"Eu uso camisas como vestidos"

O blog “I Wear Shirts As Dresses” ("Eu uso camisas como vestidos", em português) teve início em 2009. Doris explica que estava na faculdade quando comprou uma túnica que achou muito bonita e passou a usá-la como vestido. Foi quando ela percebeu que poderia passar a usar algumas peças de uma forma diferente que a original.

“Eu tenho dois objetivos principais com meu blog. O primeiro é me expressar. Eu sempre fui uma pessoa muito criativa e também faço ilustrações com o tema moda, então é sobre mostrar meu trabalho com a arte, assim como meus looks. O segundo objetivo é ser fonte para outras pessoas pequenas.”

A blogueira também quer aprender a costurar no futuro, para transformar em realidade seu sonho de confeccionar as próprias roupas. Além disso, Doris também vai participar do Desfile Internacional de Anões este mês.

Leia também: 9 perfis no Instagram para seguir já e perder o medo de assumir a idade

“Quero que as pessoas aprendam com meu blog que a moda é realmente para todo mundo e como o nome “I Wear Shirts As Dresses” é uma metáfora para tudo na vida. Mesmo como uma pessoa pequena, você pode fazer tudo o que quiser. Eu espero que seja isso que os leitores levem do meu blog, que você pode fazer tudo o que quiser.”

Ser anã

De família com descendência coreana, Doris nunca sentiu que seus pais ou parentes a trataram de forma diferente ao longo da vida, então o nanismo nunca foi um problema. “Meus pais me ajudaram não me diferenciando dos outros. Eu não sei se é porque meus pais são asiáticos e eu tenho uma mãe durona, mas ela nunca esperou nada menos que o melhor para mim.”

Mesmo assim, a blogueira sabe que o nanismo afetou sua vida amorosa. “Acho que mesmo com todas as opções já é difícil no século 21, mas acho também que quando você acrescenta o nanismo, definitivamente, torna tudo mais desafiador.”

Doris, que também trabalha auxiliando advogados além de ser blogueira, explica que os homens estão sempre nos extremos: a veem como uma pequena irmã ou como um fetiche. “Estou apenas tentando encontrar um meio termo.

“Onde você faz compras!?”

Doris também tem um canal no YouTube no qual, às vezes, compartilha situações de seu dia a dia. O vídeo mais visto, entretanto, é o que ela lista coisas idiotas que já ouviu por ser anã. “Espero que este vídeo eduque ao menos uma pessoa”, escreveu a jovem na descrição do post. Confira dez frases que Doris realmente não aguenta mais ouvir:

1. “Quando você vai em um restaurante, pede o menu infantil?”

2. “Você está perdida?” – acompanhada de uma cara de preocupação, como se Doris fosse uma criança.

3. “Onde você faz compras!? Tipo, onde compra suas roupas e seus sapatos?”

4. “Cara!! O que essa criança está fazendo aqui na balada” – acompanhada de uma cara de surpresa e sussurrando para o colega ao lado.

5. “Eu amo ‘Little People, Big World’! É meu programa favorito. Você assiste?” – “Little People, Big World” é um reality show produzido nos Estados Unidos que retrata a vida de uma família formada por um casa de anões.

6. “Onde está sua mãe!?”

7. “Ai, meu Deus! Você é tão fofa!”

8. “Eu não quero te ofender, mas, você pode ter filhos?”

9. “Você faz sexo?”

10. “Ah! Eu lembro de você, te vi um dia no shopping. Sim, tenho certeza de que foi você.”

O vídeo tem mais de 9,2 mil visualizações e ajudou quem também é pequeno como Doris. “Obrigado por ter feito este vídeo. Eu ando me sentindo pra baixo comigo mesma, sem conseguir me expressar porque ninguém realmente entende como me sinto. Para meus amigos e minha família, eu apenas sou pequena, mas o mundo me vê diferente. Acabo me sentindo sozinha em grande parte do tempo”, escreveu uma usuária da plataforma.

Leia também: Quem é Mirjana Kika Milosevic, make up artist que está enlouquecendo a internet

“Vivo em uma cidade pequena, e provavelmente sou a única anã aqui. Ninguém entende como é ser feita de piada. Eu amo sua confiança, paixão, frustração, raiva e amor pros trás do vídeo. Tudo o que você disse é o que passo todos os dias. Você realmente tocou minha alma”, completou a seguidora para a blogueira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.