Maria Fernanda Cândido desabafa sobre a adolescência dos filhos
Reprodução/TV Cultura
Maria Fernanda Cândido desabafa sobre a adolescência dos filhos

Maria Fernanda Cândido está no elenco de "Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledor" e tem colhido os frutos de seu sucesso profissional. A atriz está morando na França desde 2017, com o marido francês Petrit Spahira, e desabafou em entrevista a Marcelo Tas sobre as dificuldades de criar dois filhos adolescentes - Tomás, de 15 anos, e o caçula Nicolas, de 13.

"Não tem segredo, eu é que estou atrás desse segredo. É uma coisa horrível. Esse período da adolescência, a gente deveria dividir e compartilhar mais com as pessoas para avisar, deixar as pessoas avisadas. É uma opinião muito sincera a minha. A gente tinha que dividir mais isso para as pessoas não serem pegas de surpresas como eu fui. Você escuta assim: 'olha, a adolescência é um período difícil'. Não, gente, tem que falar a verdade. É um período muito difícil, é forte. Antigamente, eu dizia assim: 'Tá na mesa, pessoal'. E eu servia a mesa. Aí todo mundo vinha correndo. 'Mamãe, mamãe, que delícia, o que tem para comer hoje?'. Agora, nem resposta. Só o silêncio", confessou ela.

Ainda em entrevista ao "Provoca", da TV Cultura, a estrela disse que não existe uma receita infalível para criar filhos adolescentes e contou que os pais ficam em uma posição de quem não sabe nada. Ela complentou que tem sido uma conquista conseguir conversar com eles.

"Não ter tanto medo de se aproximar desse mundo deles. O pai a e mãe ficam numa posição de ter uma opinião, de ditar regras. Não precisa. Deixa eles se aproximarem. É importante chegar perto do mundo deles e procurar entender o que eles estão passando, no lugar de só ficar ditando regra. Abrir o ouvido para eles", falou.

Já sobre o porquê decidiu morar na França com toda sua família, ela respondeu que o marido ficou 12 anos no Brasil e, em certo momento, disse que precisava voltar ao país de origem por motivos de trabalho.

"Eu pensei, é justo. Também pensei que seria um bom momento para eu me dedicar mais à minha família. Eles reclamavam muito que eu viajava demais, trabalhava sempre, então decidi ficar em casa, com eles. Eu gosto muito dessa rotina de casa, tenho esse lado. Decidi viver isso profundamente", comentou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários