Colapso no sistema de saúde do Amazonas faz com que bebês tenham que ser transferidos para outros estados
Reprodução: iG Minas Gerais
Colapso no sistema de saúde do Amazonas faz com que bebês tenham que ser transferidos para outros estados

Após pedido feito por Carlos Lula, presidente do Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde), nesta sexta-feira (15) para que governadores chequem a disponibilidade de leitos de internação neonatal disponíveis para receber os 60 bebês prematuros, eles serão transferidos em aviões da FAB (Força Aérea Brasileira) para outros estados de maneira preventiva.

Ainda hoje, nove deles chegam ao aeroporto de Imperatriz, no Maranhão. A previsão é de que o avião com os bebês pouse às 17h30. Segundo Carlos Lula, as mães irão no memso voo. Nove ambulâncias nossas estarão esperando no aeroporto. As mães vão acompanhando os bebês”, explicou.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), também anunciou nesta tarde que o estado pode receber os bebês que necessitarem deixar a capital amazonense. 

Ainda não se sabe qual vai ser a logística para viabilizar a transferência ainda não foi definida.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários