Bebê recém-nascido é batizado de Lucifer
shutterstock
Bebê recém-nascido é batizado de Lucifer


Um casal britânico quase foi impedido de registrar o filho com o nome de Lucifer. Segundo reportage do jornal The Sun, os pais do bebê registraram uma queixa formal pelo tratamento que receberam no cartório de Chesterfield, no Reino Unido.

Em entrevista à publicação, Dan e Mandy Sheldon afirmaram que a funcionária encarregada de fazer o registro tentou convencê-los a não colocar o nome no filho, dizendo atrapalharia o menino "a ter sucesso na vida".

“Ela falou que Lucifer nunca seria capaz de arrumar um emprego e que os professores não gostariam de ensiná-lo. Tentei explicar que não somos pessoas religiosas, mas ela não quis ouvir”, relatou o pai. "Ela ainda disse que era ilegal nomear uma criança assim na Nova Zelândia e que talvez pudéssemos dar outro nome, mas chamá-lo de Lúcifer em casa", completa.

Os pais foram instruídos a deixar a sala enquanto a funcionária verificava se ela tinha permissão para registrar o garoto com o nome "satânico". Depois da relutância da funcionária, Lucifer finalmente foi registrado.

"Pedimos desculpas se eles se sentiram ofendidos, mas é dever dos nossos notários aconselhar nesses assuntos, pois às vezes as pessoas não têm conhecimento de certos significados ou associações em torno de certos nomes", explicou o Conselho do Condado de Derbyshire, onde ocorreu o registro. 

    Veja Também

      Mostrar mais