Tamanho do texto

Sacolas térmicas, caixas de isopor e gelo seco são o segredo para manter os alimentos do bebê congelados e bem conservados durante toda a viagem

Viajar com o bebê vai muito além de arrumar a mala e planejar o roteiro. É preciso pensar em uma das coisas mais importantes para eles: a alimentação. Levar comida de bebê para o destino é uma das melhores formas de garantir uma alimentação saudável e evitar contaminações durante a viagem.

Leia também: Dicas para viajar de avião com seu filho

Mãe com bebê em viagem de trem
shutterstock
Preparar a comida de bebê antes da viagem é uma das melhores formas de garantir uma alimentação saudável e segura

No entanto, é preciso cuidado tanto na hora de preparar os alimentos quanto na hora de armazená-los. A médica nutróloga Ana Luísa Vilela explica que levar comida de bebê para a viagem é algo de muita responsabilidade. De acordo com ela, dependendo da comida, a contaminação é mais fácil.

Para preparar, armazenar e congelar as refeições da melhor forma é interessante seguir algumas dicas de especialistas. Dessa maneira, a alimentação do bebê continua saudável, evitando mudanças na rotina e ingestão de alimentos desconhecidos. 

Leia também: Como fazer uma boa papinha para o seu bebê

Como preparar os alimentos?

Mulher cozinhando
shutterstock
Nutróloga indica que cozinhar os alimentos e preparar caldos é a forma mais adequada de fazer a comida do bebê

Ana Luísa Vilela recomenda que, para fazer a comida de bebê, os alimentos devem ser preferencialmente cozidos. “Como caldo de carne, legumes e verduras cozidos em forma de sopinha”, fala. Após o cozimento, é interessante congelar em forma e cubinhos – isso vai facilitar o armazenamento e transporte das refeições.

A médica nutróloga explica que não é interessante cozinhar legumes e verduras no vapor. Esse método faz com que os alimentos fiquem rançosos, um pouco duros e esponjosos, exigindo uma máquina especial para processar e congelar.

Não há restrições do que pode ser congelado ou não. No entanto, se você estiver planejando dar ovo para o bebê comer, é melhor prepará-lo no destino da viagem. “Não leve o ovo cozido ou já preparado com outros alimentos”, diz.

Nesse sentido, calcule quantos dias serão de viagem e planeje a alimentação do bebê  como se ele fosse se alimentar em casa. “Após ser cozido e preparado, tudo deve ser congelado”, fala Ana Luísa. A profissional recomenda usar potes herméticos e de vidro para armazenar e conservar as papinhas. “Como não é possível saber a origem do plástico, eles podem passar substâncias para a comida”, alerta.

Em relação às frutas, a melhor forma de transportá-las é in natura se a distância for grande. Também é interessante optar por aquelas que não machucam tão fácil e que tem uma casca mais firme. “Se for para consumir no mesmo dia, já é possível descascar. No entanto, as frutas ricas em vitamina C vão perdendo vitaminas com o descascar ou com o abrir. Então, quanto mais em cima da hora descascar para comer, melhor”, explica.

Como levar a comida de bebê na viagem?

Forminha de gelo com sopa congelada
shutterstock
Indica-se colocar os cubinhos de papinha em potes herméticos e transportá-los em sacolas térmicas com gelo seco

É preciso cuidado e atenção para manter os alimentos congelados durante toda a viagem. Ana Luíza Vilela sugere sacolas térmicas para evitar descongelamento e congelamento dos alimentos.

De acordo com Nathália Prado, nutricionista do Empório da Papinha, a melhor maneira de armazenamento é utilizar caixa de isopor com gelo seco. “Isso garante mais de 24h de conservação sem risco de descongelamento”, explica. A caixa deve ser bem lacrada para que não haja nenhum tipo de problema.

Muitos pais se preocupam em levar muita comida e descongelar durante o caminho, principalmente se for uma viagem longa. No entanto, a nutricionista explica que não há restrição de quantidade de comida para levar na viagem. “Se for uma viagem longa, de um mês, por exemplo, basta aumentar a proporção de gelo seco para manter os produtos congelados pelo tempo necessário”, diz.

Leia também: Como arrumar a mala para as férias das crianças

Cuidados durante a viagem

Mãe alimentando bebê
shutterstock
Se a comida congelada acabar, é mais indicado evitar industrializados e optar alimentos mais naturais e orgânicos

Se tudo for feito como o indicado, é certo que a comida de bebê se manterá congelada até o destino. Chegando lá, seja no hotel em casa, deve-se colocar tudo em freezer para evitar o descongelamento e risco de contaminação. Então, descongelar as comidas aos poucos, poucas horas de serem consumidas.

Imprevistos acontecem e é preciso estar preparado caso a comida acabe no meio da viagem . Não é preciso se desesperar! Ainda é possível recorrer a um mercado local para cozinhar a comida onde se está hospedado. Se essa não for uma saída viável, recorra a restaurantes confiáveis.

Para não ter erro, Nathália Prado sugere que os pais prefiram sempre os alimentos mais naturais. “Por isso, ler o rótulo é um bom caminho para ver realmente se os ingredientes do produto são saudáveis. Além disso, é sempre bom evitar comidas com adição de açúcares, gorduras, e frituras. Se possível, optar sempre pelos orgânicos”, explica.

Seguindo as orientações das especialistas, é possível preparar a comida de bebê ou buscar lugares para alimentá-lo com segurança, garantindo uma alimentação saudável ao seu filho durante a viagem.