Tamanho do texto

Para a fotógrafa Reka Nyari, o objetivo das fotos é acabar com a hipersexualização do corpo feminino e com o tabu da amamentação

Produzido pela fotógrafa nova-iorquina Reka Nyari, um ensaio fotográfico mostra uma sobrevivente de violência doméstica nua amamentando o filho. A ideia da série de fotos é mostrar que a maternidade e o empoderamento sexual podem coexistir.

Leia também: 10 motivos para amamentar seu bebê

Produzido pela fotógrafa Reka Nyari, ensaio fotográfico mostra vítima de violência doméstica nua amamentando
Reprodução/Instagram/@rekanyariphotography
Produzido pela fotógrafa Reka Nyari, ensaio fotográfico mostra vítima de violência doméstica nua amamentando

 O ensaio fotográfico reúne retrato de mulheres tatuadas com “histórias incríveis de vida”. Uma das fotos que mais chama a atenção recebe o nome de “Madonna Amamentando”, com a norte-americana Leah com um halo sobre a cabeça, remetendo à Virgem Maria, e amamentando o filho.

“Quis fotografar assim porque Maria é o símbolo máximo da maternidade e amor, e Leah foi muito corajosa ao deixar um relacionamento em que sofria violência doméstica para se tornar uma mãe solo”, diz a fotógrafa em entrevista ao “Daily Mail” .

Leia também: Ensaio sensual aos 62 anos: "Faz bem para o ego"

Objetivo do ensaio fotográfico

Objetivo do ensaio fotográfico é acabar com a hipersexualização do corpo feminino e quebrar o tabu da amamentação
Reprodução/Instagram/@rekanyariphotography
Objetivo do ensaio fotográfico é acabar com a hipersexualização do corpo feminino e quebrar o tabu da amamentação

Reka comenta que tem consciência que a referência religiosa pode desagradar algumas pessoas, mas afirma que esse não é o seu objetivo com as fotos.

“As pessoas devem ter em mente que a Virgem Maria foi retratada nua, amamentando, de topless e até mesmo esguichando leite na iconografia religiosa desde o início do cristianismo. A censura do mamilo é uma idéia moderna. Maria foi retratada amamentando o menino Jesus nu, em público para todos verem, e isso não foi considerado perturbador, mas uma bela e natural demonstração de amor maternal - como deveria ser."

A fotógrafa diz que seu objetivo com a série de fotos é acabar com a hipersexualização do corpo feminino e com o tabu que envolve a amamentação . “Nessas imagens, vemos a mãe amamentando e brincando com o filho, cheia de ternura e devoção”, diz. “Seu corpo, ainda uma ferramenta de auto expressão e sexualidade, tornou-se também santuário de nutrição e segurança. Ela é uma mãe, mas uma mulher sexualmente empoderada. Não há razão para esses dois poderes não coexistirem”, completa.

Leia também: Irmãs criam projeto de ensaio sensual para empoderar mulheres

Ensaio fotográfico ajudou mãe a voltar a enxergar beleza e olhar para o próprio corpo com carinho
Reprodução/Instagram/@rekanyariphotography
Ensaio fotográfico ajudou mãe a voltar a enxergar beleza e olhar para o próprio corpo com carinho

Para Leah, que foi vítima de violência doméstica, o ensaio fotográfico foi uma forma de se olhar no espelho com mais carinho. “Estava muito focada em ser mãe e essa experiência fez com que eu me sentisse linda novamente”, fala. “A mensagem que eu espero que as pessoas vejam imediatamente é a naturalidade e o amor na amamentação e na maternidade. Se olharem mais fundo e conhecerem minha história, espero que se sintam empoderados”, diz.