Tamanho do texto

Com poucos dias de vida, o bebê contraiu herpes e morreu rapidamente

Uma mãe do Texas, nos Estados Unidos, postou um longo desabafo em seu Facebook, após sua filha, chamada Emerson, morrer 12 dias depois do nascimento. No post, que já foi compartilhado por mais de 200 mil pessoas, Presley Trejo conta que a morte da recém-nascida ocorreu depois que um adulto a beijou – e faz um alerta para outros pais que possuem filhos pequenos.

A morte da recém-nascida foi tema do desabafo da mãe no Facebook e, assim, conscientizar sobre a doença
Reprodução/Facebook/Presley Trejo
A morte da recém-nascida foi tema do desabafo da mãe no Facebook e, assim, conscientizar sobre a doença

“É hora de trazer consciência para a terrível doença que levou nossa pequena para longe de nós. É o vírus chamado de herpes simples, mais comumente conhecido como o "beijo da morte" para bebês. Para adultos, isso não é grande coisa. Mas para crianças com pouco ou nenhum sistema imunológico, é fatal. Quando alguém que tem o vírus em seu sistema beija um bebê, ele pode se espalhar rapidamente”, escreveu a mãe sobre a morte da recém-nascida .

A mulher ainda relata as consequências do vírus em sua filha. “No caso de Emerson, quando chegamos ao hospital, o fígado dela já estava comprometido. Seus rins também. Tudo estava falhando. Ela estava tendo múltiplas convulsões até ter morte cerebral. Uma mãe nunca deve ter que enterrar seu filho. Nós a vimos morrer muito lentamente e, agora, eu tenho uma vida sem ela”, continuou. 

No depoimento, Presley também pede que os adultos sejam mais responsáveis e não beijem bebês que não sejam seus. “Você nunca acha que isso vai acontecer com você. Bem, desta vez, aconteceu. Não há muitos casos sobre isso, mas está começando a se espalhar mais e mais. Nosso anjo perfeitamente saudável e feliz não está mais aqui conosco por causa de um terrível vírus que as pessoas precisam estar mais conscientes”, finalizou. 

Entenda mais sobre o herpes e veja como ele pode levar à morte da recém-nascida

Ao beijar um bebê, o adulto com herpes pode transmitir a doença e, em casos mais graves, levar à morte da recém-nascida
shutterstock
Ao beijar um bebê, o adulto com herpes pode transmitir a doença e, em casos mais graves, levar à morte da recém-nascida

É importante saber que, apensar de raro, o beijo de um adulto em bebês pode desecandear consulsões, problemas respiratórios e, ainda, complicações mais sérias. Entretanto, não é preciso ter pânico. Em entrevista ao “The Sun”, a clínica geral Sarah Jarvis explica que a chance disso acontecer aparece quando a pessoa está com a saúde debilitada por conta do vírus da herpes

No caso de adultos, a doença pode causar feridas e úlceras genitais. E, ao ter contato com o bebê, há possibilidade de o vírus ser transmitido. Além disso, o risco torna-se ainda maior, pois, nos primeiros dias de vida, o sistema imunológico ainda não está totalmente desenvolvido. De acordo com Sarah, a infecção nos pequenos é conhecida como herpes neonatal e é causada pelo vírus do herpes simples

Nos casos menos graves, a doença chega a afetar os olhos, a boca ou a pele e a recuperação acontece normalmente com um tratamento antiviral. Já nas situações mais graves, a infecção pode se espalhar para os órgãos internos e as chances de cura são mais complexas, o que pode levar à morte da recém-nascida .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.