As redes sociais estão se emocionando com a história de Nikki Pennington. Nikki sofre de ansiedade e perdeu a mãe , quem ela considerava ser a pessoa que melhor sabia ajudá-la em momentos de crise causadas pelo transtorno. Entretanto, ao pensar que ela não teria mais esse amparo, descobriu que a mãe havia deixado uma carta para seu marido ensinando-o a ajudá-la com a ansiedade.

Leia também: Com ansiedade, jovem faz lista ensinando namorado a lidar com suas crises

undefined
Reprodução/Facebook
Depois que sua mãe morreu, Nikki soube do marido que ela o havia ensinando, em carta, a lidar com suas crises de ansiedade


Nikki relatou o episódio no Facebook, onde explicou seu histórico com a ansiedade e compartilhou a carta deixada pela mãe ao seu marido, Jeremy, com quem Nikki tem três filhos.

"Se você tem ansiedade , então você sabe que existe aquela pessoa. Aquela pessoa que simplesmente sabe como te acalmar em meio à crise. Aquela pessoa, para mim, era a minha mãe (...) As palavras e conforto dela sempre foram mais fortes do que a minha ansiedade", começa contando Nikki.

Ela ainda escreve que sempre pensou que sua mãe seria "aquela pessoa", mas isso foi mudando e ela foi encontrando no marido o amparo que sempre buscou na mãe. "Foi pouco depois de nos casarmos, quando tive uma crise e disse a ele que precisava ligar para a minha mãe. Ele pensou e sugeriu: 'por que você não conversa comigo, em vez disso. Vamos ver se eu consigo te ajudar'".

Nikki seguiu a sugestão do marido e passou a perceber que ele conseguia ajudá-la e foi precisando cada vez menos recorrer à mãe, mas ela continuava sendo "aquela pessoa".

Leia também: Insegurança, medo e ansiedade: dramas de mães de primeira viagem

Quando a mãe de Nikki morreu, ela pensou ter perdido "aquela pessoa" e se sentiu totalmente desamparada. Foi quando Jeremy compartilhou com ela um bilhete que ele recebeu, no dia do casamento dos dois, da sogra e que era um segredo que ela havia pedido que ele guardasse.

"No dia do meu casamento, a minha mãe deu um bilhete para o meu marido. Algo que era só para eles dois e cujo título era: 'como ser a pessoa da Nikki'. Era um guia passo a passo do que ela costumava fazer e dizer quando eu estava em crise."

Ao site "Bored Panda", Nikki conta que Jeremy e sua mãe sempre tiveram um ótimo relacionamento e que ela é muito feliz pelos dois terem se conhecido antes de sua mãe ter adoecido e morrido.

A carta


Nikki reproduziu na íntegra as dicas que sua mãe deu ao genro e publicou no Facebook, emocionando várias pessoas: "Passo 1: apenas ouça. Passo 2: ouça mais um pouco. Passo 3: não tente resolver o problema. Passo 4: diga a ela que você entende. Passo 5: continue ouvindo até que ela consiga superar sozinha - e ela vai conseguir, ela sempre consegue. Ela ainda não sabe disso, mas, esse tempo todo, foi ela, sozinha, quem sempre superou as crises".

Ela ainda diz que sua mãe não abriu mão de ser "aquela pessoa" porque ela não queria mais ajudar a filha, mas porque ela queria que Jeremy soubesse como ajudar Nikki quando ela não estivesse mais lá, para que a filha nunca se sentisse desamparada.

Leia também: Perdeu alguém próximo? Já ouviu falar em personal pós-luto?

Ver a carta ajudou Nikki em seu processo de luto, agora ela diz que, de fato, seu marido se transformou em seu principal apoio - graças à mãe. "Ele me lembra de todas as coisas que ela costumava me dizer ou fazer quando estava aqui, além de usar todas as dicas que ela o ensinou."

    Veja Também

      Mostrar mais