Tamanho do texto

Clare O'Reilly diz preferir elogiar as habilidades e talentos da filha, mas que não comentar sobre sua beleza não significa que não a ache bonita

Não é segredo que as mulheres são socializadas diferentes dos homens e que a aparência delas é muito mais criticada do que a deles. Foi pensando nisso que a mãe Clare O’Reilly decidiu não elogiar a beleza da filha - e recebeu uma série de críticas nas redes sociais.

Leia também: Blogueira ressalta a importância de não julgar mães pela aparência

Clare O'Reilly não elogia aparência da filha, Annie, porque não quer que ela pense que isso é o que importa
Facebook/Reprodução
Clare O'Reilly não elogia aparência da filha, Annie, porque não quer que ela pense que isso é o que importa


Clare, que já tem outros dois filhos, estranhou a mudança nas reações das pessoas para com a aparência de sua caçula, Annie. “Me lembro de uma amiga que, quando viu meu filho mais velho pela primeira vez, disse que ele tinha pernas fortes. Mas ao conhecer minha filha , um bebê igualmente robusto, ela elogiou os longos cílios dela”, escreveu a mãe num texto para o jornal britânico "Daily Mail".

No texto, ela também diz que, conforme as crianças foram crescendo, enquanto seus filhos eram chamados de curiosos e aventureiros, Annie era chamada de “linda”.

“Pode soar como ingratidão eu ficar irritada com esses comentários bem intencionados, mas eu comecei a me preocupar com o foco na aparência física da minha filha, e o peso que isso poderia ter na autoestima dela quando ficasse mais velha”, afirma.

Leia também: Mulheres contam as coisas que deixaram de fazer por medo do espelho

Para tentar contrabalancear esse comportamento, Clare decidiu que nunca, em momento algum, iria elogiar a beleza da filha, apesar de “secretamente” achá-la linda e adorar seu sorriso e seus olhos castanhos.

Em vez disso, a mãe elogia as habilidades da filha nos esportes, o fato de amar animais e o quão bem ela toca piano.

“Mês passado ela teve o primeiro baile na escola. Rodopiando pela cozinha antes de sair, ela me perguntou: ‘Como eu estou, mãe?’. E eu respondi, com orgulho: ‘Você parece pronta para dançar’. Em outra ocasião, ela foi dama de honra num casamento e iria levar as flores, e me fez a mesma pergunta. Eu respondi: ‘Adorei suas flores, elas são cheirosas?’”, contou Clare sobre as alternativas aos elogios.

Reações

Clare afirma saber que sua abordagem não é muito popular. Ela diz ter amigos que dizem que Annie não se sentirá bonita se ela não for elogiada. “Mas quanto mais atenção é dada à sua aparência, mais ela vai pensar que esse tipo de coisa importa. E talvez ela comece a pensar que é a única coisa que importa”, rebate.

Os questionamentos também vieram das redes sociais. Apesar de receber apoio de algumas pessoas, muitas criticaram sobre o fato de ela não elogiar a beleza da filha em nenhum momento e disseram que, enquanto a lógica dela faz sentido, ela está levando a situação muito a sério e pode fazer com que Annie não desenvolva amor próprio.

Leia também: Blogueira choca ao expor críticas a sua aparência com alteração digital extrema

Clare explica que ela mesma teve autoestima baixa por conta de sua aparência e só foi superar isso depois de adulta. “Hoje, com 39 anos, tenho orgulho da mulher que vejo no espelho. Não pela aparência dela, mas pelo que ela conquistou na vida. É esse tipo de confiança que eu quero para Annie.”  

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.