Tamanho do texto

O objetivo de Brooklyn Sittner é competir numa Olimpíada como halterofilista; para isso, ela treina nove horas por dia, sete dias por semana

Não é segredo que o crossfit é a modalidade de exercício do momento, mas quem diria que ele poderia atrair até crianças? Foi o que aconteceu com a norte-americana Brooklyn Sittner, de dez anos, que se apaixonou pelo esporte e agora treina até nove horas por dia, todos os dias da semana.

Leia também: Crianças devem fazer musculação? Para essa mãe personal trainer, com certeza

Brooklyn Sittner, praticante de crossfit, em uma competição de halterofilismo: ela quer chegar às Olimpíadas
Facebook/Reprodução
Brooklyn Sittner, praticante de crossfit, em uma competição de halterofilismo: ela quer chegar às Olimpíadas


O pai de Brooklyn, Cory, é dono de uma academia de crossfit e afirma que a paixão da filha começou aos seis anos, quando ela brincava de tentar se erguer apenas pelos braços em argolas. Quando ela obteve músculos devido ao exercício e conseguiu se levantar pela primeira vez, ela não quis mais parar.   

“Eu acho que ela nem sabia o que eram as argolas. Ela só passava horas tentando erguer e suspender o corpo nelas”, conta ele. Como resultado, hoje ela é capaz de levantar até 45kg e participa de diversas competições .

Leia também: A atividade física ideal de acordo com a idade da criança 

À "Barcroft TV", Brooklyn diz adorar o esporte porque ele lhe dá um “propósito”. “Quando eu acordo pela manhã, adoro ter um propósito para a minha vida. Eu não sou o tipo de pessoa que, quando acorda, apenas segue o fluxo. Eu sou muito competitiva, sempre quero trabalhar para estar melhor. Eu treino de seis a sete dias na semana e passo cerca de oito ou nove horas na academia.”

Por causa de sua rotina, a jovem, que antes praticava ginástica olímpica, largou o esporte pelo crossfit. Ela também tem aulas em casa e não vai à escola.

Objetivo

Todo o esforço de Brooklyn tem um objetivo - na verdade, dois. Um deles é competir nos CrossFit Games de 2021, aos 14 anos (idade mínima permitida para participar), e ganhar. O outro é competir nas Olimpíadas como halterofilista.

“Meu objetivo número um é chegar nos CrossFit Games. Quando eu atingir esse objetivo - porque eu vou atingi-lo - será a maior conquista que já tive. Venho trabalhando para isso há mais de três anos e, quando chegar o momento em que eu poderei participar, terei sete anos treinando a modalidade”, diz ela.

Para a jovem, que já participou de competições menores de levantamento de peso, o esporte é tão importante que ela não sente que perde nada em comparação a outras criança. “Quando estou viajando [para competir] penso: ‘Brooklyn, você está indo muito bem’. Outras crianças não vão ter a chance de viajar para Miami e tantos outros lugares que o esporte me dá a oportunidade de conhecer”, ela defende.

Leia também: 14 atividades para estimular a coordenação motora das crianças

Brooklyn diz ainda que seus amigos e família são as pessoas que treinam com ela na academia do pai. “O crossfit é a maior família que eu poderia ter. É uma comunidade. Quando estou com o pessoal da academia, penso: ‘cara, é aqui que eu pertenço’.”

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.