Tamanho do texto

Criança brincava com outro menino pequeno na sala de uma casa quando foi surpreendida pelas gavetas da cômoda que caiu enquanto ele estava de pé

Quando o assunto é crianças , muito se fala em nunca deixá-las sozinhas, nem mesmo por um minuto. E por mais que elas já estejam crescidas e o tempo muito curto para o que você precisa fazer, esta é uma regra que é realmente precisa ser levada a sério, como prova um vídeo cujas imagens mostram um menino sendo atingido por uma cômoda.

Leia também: Bebê salva irmão gêmeo de acidente com móvel em casa; veja vídeo

Vídeo de cômoda caindo sobre menino se tornou um alerta aos pais e responsáveis com crianças pequenas em casa
Reprodução/Youtube/ViralHog
Vídeo de cômoda caindo sobre menino se tornou um alerta aos pais e responsáveis com crianças pequenas em casa


O vídeo foi compartilhado no YouTube pela página ViralHog, especializada em conteúdos virais na internet. Em menos de dois dias, mais de 32 mil pessoas já confirmaram a importância dos pais e responsáveis sempre acompanharem os passos dos pequenos, já que o que parecia uma inocente brincadeira com uma cômoda quase se tornou um grave acidente.

As imagens mostram dois meninos brincando sozinhos em uma sala. Enquando um está sentado no tapete e se divertindo com alguns bonecos, o outro está de pé,  mexendo nas gavetas de uma cômoda – e é aí que está o problemas.

Nem as gavetas, nem o móvel em si têm quaisquer proteção para evitar acidentes com as crianças, e em determinado momento o menino é surpreendido pelas gavetas e, consequentemente, o móvel todo caindo sobre ele.

Leia também: Síndrome rara de garota é usada para promover o aborto, e mãe se vinga

Menino brincava sozinho com as gavetas do móvel, que caiu sobre ele por não ter nenhuma proteção contra acidentes
Reprodução/Youtube/ViralHog
Menino brincava sozinho com as gavetas do móvel, que caiu sobre ele por não ter nenhuma proteção contra acidentes

Felizmente, ele conseguiu se afastar ao ponto de não ser atingido por completo e acabar debaixo de todas as gavetas, mas ele chegou, sim, a ser atingido em algumas partes do corpo. Após o acidente, ele corre para ficar mais próximo do outro menino e se afastar do móvel e logo começa a chorar.

No final do vídeo, é possível ver uma mulher correndo para ver o que aconteceu com a criança, ao mesmo tempo que outra pessoa aparece correndo bem no fundo das imagens. De qualquer forma, o acidente com a cômoda e o pequeno já havia acontecido.

Cuidados contra acidente de crianças em casa

Felizmente, apesar do menino ter sido, sim, atingido em algumas partes do corpo pelas gavetas, o pior não aconteceu
Reprodução/Youtube/ViralHog
Felizmente, apesar do menino ter sido, sim, atingido em algumas partes do corpo pelas gavetas, o pior não aconteceu


Para evitar acidentes como o do menino acima, os pais e responsáveis podem tomar alguns cuidados em casa. De acordo com a ONG Criança Segura, especializada no cuidado com os pequenos, apesar de crianças serem realmente imprevisíveis, 90% dos casos de acidentes com crianças podem ser evitados com medidas simples de prevenção. 

A ONG alerta que a nossa casa passa um sentimento de segurança para os pequenos, mas nem sempre ela é, enquanto os responsáveis precisam estar sempre atentos para criar um ambiente realmnete seguro e que pode diminuir o risco de problemas. 

  • Diferentes cômodos

Na sala, por exemplo, onde aconteceu o acidente com o menino e a cômoda, e em outros cômodos, é possível fixar os móveis à parede, para que assim não haja risco de queda. Há também alguns acessórios que podem ser colocados nas gavetas para evitar que a criança abra sozinha.

Já os pisos escorregadios e tapetes oferecem risco de quedas, enquanto as escadas precisam ter aqueles portõezinhos de segurança no topo e na base, para evitar brincadeiras indesejadas e um acidente mais grave.

Grades ou rede de proteção em janelas, sacadas e mezaninos são cuidados essenciais. As cortinas ou persianas com cordas podem trazer o risco de estrangulamento, especialmente para os menores, e os móveis precisam estar longe de janelas e cortinas, para que não sejam feitos de "corda para escalada".

  • Brinquedos

"Ao escolher brinquedos, considere a idade e a habilidade da criança e busque sempre o selo do Inmetro. Evite brinquedos com pontas afiadas, como flechas, e os que produzem sons altos", recomenda a ONG Criança Segura, que também alerta que sufocações podem ser causadas por brinquedos, travesseiros e lençóis dentro do berço. 

  • Banheiro

Da mesma forma que gavertas abertas ou soltar geram riscos aos pequenos, a tampa da privada também pode ser um problema. O melhor é deixá-la sempre fechada e, se posseivel, lacrada com algum dispositivo de segurança.  

Não deixar a criança na banheira sem supervisão é outro ponto importantíssimo – ela não deve ficar sozinha nem por pouco tempo, já que há o risco de afogamento. Antes do banho das crianças, vale ainda testar a temperatura da água para evitar queimaduras.

Leia também: Saiba como conseguir uma decoração de fruta para o aniversário do seu filho

"Tranque o armário de medicamentos, vitaminas, antissépticos bucais e demais produtos que ofereçam perigo de intoxicação, e guarde utensílios afiados e aparelhos como lâminas de barbear, tesouras e secadores de cabelo fora do alcance das crianças", alerta a ONG.

  • Cozinha

Na hora de preparar as refeições, use as bocas de trás do fogão e deixe os cabos das penelas virados para dentro, assim as crianças não vão alcançá-las. E claro, mantenha sacos plásticos, fósforos, isqueiros, álcool, objetos de vidro, cerâmica e facas fora do alcance das crianças.

Lembrando que toalhas compridas na mesa também podem gerar riscos, já que os pequenos podem puxá-la para se apoiar e, se tiver algo em cima, como alimentos quentes ou panelas, tudo pode cair sobre a criança.

  • Lavanderia ou área de serviço

"Após utilizar baldes e bacias, esvazie-os, guarde-os virados para baixo e longe do alcance das crianças. Produtos de limpeza devem ser guardados em lugares altos ou trancados. Além disso, deve-se mantê-los em seus recipientes originais para não confundir as crianças."

Imagine um líquido super colorido, com uma cor bem chamativa, é óbvio que as crianças vão se sentir atraídas. E o pior, por ter cores bem diferentes e alegres, elas podem pensar que se trata de um suco ou refrigerente. 

  • Garagem

A ONG recomenda não permitir crianças brincarem em garagens, por conta do risco de atropelamento. Pelo mesmo motivo, é importante sempre se certificar de que não há crianças por perto na hora de manobrar o carro.

"Lembre-se de trancar o carro, especialmente o porta-malas, e manter as chaves e controles automáticos longe do alcance das crianças. Elas podem entrar no veículo, soltar o freio de mão ou mesmo ficar presas lá dentro", completa a Criança Segura.

Para mais informações sobre acidentes com crianças e dicas para evitar acidentes como o do vídeo do menino com a cômoda, você pode acessar o site da ONG Criança Segura .

    Leia tudo sobre: Casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.