Tamanho do texto

Gabriel, de três anos, decidiu sozinho que não iria mais usar a fralda e, após, conseguir usar o peniquinho sozinho, comemorou a conquista com a família

Quem vê o sorriso do menininho da foto abaixo pode não imaginar, mas esta felicidade toda e o "chá de cueca" é por ele ter conseguido largar a fralda e iniciado o desfralde, fase tão difícil para as crianças. E foi por decisão dele mesmo, o Gabriel, como conta a mãe, Thaiana Zimermam, em entrevista ao Delas .

Leia também: Cartunista cria a história do "cocô amigo" para ajudar filho durante o desfralde

No dia da festa, no final de janeiro, Gabriel ainda não havia completado o desfralde, mas a celebração serviu de incentivo
Arquivo pessoal
No dia da festa, no final de janeiro, Gabriel ainda não havia completado o desfralde, mas a celebração serviu de incentivo


“O ano virou, dia 5 de janeiro, ele chegou e falou ‘quero fazer cocô no peniquinho’. Eu nunca fui de forçar o desfralde porque acredito que toda criança tem seu tempo, então foi uma coisa dele.”

Como Gabriel tem três anos e três meses, a mãe escutou muitas críticas vindas, inclusive, de algumas pessoas da família . Falavam que o menino já estava velho, que era feio ele ainda usar fralda , mas Thaiana não deixou que isso afetasse o filho. “A família estar junto incentivando é de extrema importância, porque é uma conquista da criança. Acho que em toda família vai ter aquela pessoa que fala ‘aí, tira essa criança da fralda’, como se fosse culpa dos pais a criança estar lá ainda, só que não forçar a criança para uma coisa que você sabe que vai acontecer é importante, até porque ela pode ficar com algum tipo de trauma e depois pode até ser pior.”

No Natal, Gabriel ganhou uma cueca da avó, e a mãe acha que isso pode ter incentivado o filho a querer largar a fralda e iniciar o desfralde. O avô também já tinha avisado que daria um presente ao menino quando ele começasse a fazer xixi e cocô no vaso, enquanto a mãe sugeriu uma festa para comemorar a mudança – e pensa que Gabriel se esqueceu disso? Claro que não! Depois de três tentativas bem sucedidas no peniquinho, perguntou para Thaiana: e minha festa?

Chá de cueca

Festa de Gabriel reuniu amigos e familiares, e menino se divertiu até de madrugada de tanta felicidade pela nova fase
Arquivo pessoal
Festa de Gabriel reuniu amigos e familiares, e menino se divertiu até de madrugada de tanta felicidade pela nova fase

Como a mãe havia prometido, não tinha o que fazer, o jeito foi preparar a festinha para comemorar a nova fase de Gabriel. Thaiana criou um grupo no WhatsApp, colocou os cerca de 30 convidados para a festinha e pediu cuecas tamanhos M, G e GG, assim como os pais fazem com os chás de bebê ou panela, dependendo da data comemorativa.

Foram mais de 50 cuequinhas para o menino, e com direito aos desenhos dos super-heróis favoritos do menino. Mas não foi só isso, já que o churrasco promovido pelos pais teve muita animação também. Amigos e familiares fizeram questão de marcar presença, e o “chá de cueca” se estendeu até quase 5h! E pensa que Gabriel dormiu antes disso? Claro que não, ninguém fazia o menino parar de comemorar a nova fase. O momento era realmente dele.

Leia também: "É ver o milagre da vida diante dos olhos": como é ser uma fotógrafa de parto

“O chá de cueca, para mim, talvez não tenha compensado financeiramente porque a gente acabou gastando com carne e bebida, mas o que compensou foi o ver o sorriso e a alegria dele. Ele se sentiu amado e querido. Isso foi sensacional. Se eu tiver dez filhos, os dez terão chá de cueca.”

Foi tudo até muito simples. O gasto maior foi com a alimentação, mas a decoração exigiu um investimento de apenas alguns reais da mãe para a compra das letras e do barbante para fazer o varal de cuecas e fraldas, que eles já tinham em casa. Mas, para Gabriel, foi uma festa maravilhosa.

A ideia também foi aprovada por usuários da rede social Facebook. Thaiana já é conhecida por dar dicas a outras mães em uma página chamada “Desapego Infantil”, e o post que fez neste mês em sua página pessoal para falar do “chá de cuecas” recebeu a aprovação de mais de 3,5 mil pessoas, que fizeram questão de deixar um like. As fotos de Gabriel feliz da vida dando adeus para as suas fraldas também recebeu quase nove mil compartilhamentos, e já são centenas de comentários.

Desfralde

Hora do xixi e do cocô se tornou um momento de diversão para Gabriel, após muitos escapes até mesmo no tapete de casa
Arquivo pessoal
Hora do xixi e do cocô se tornou um momento de diversão para Gabriel, após muitos escapes até mesmo no tapete de casa

Apesar da decisão de tirar a fralda ter vindo do próprio Gabriel, não foi fácil ficar só de cueca. Pelo contrário, foi bem difícil, como revela a mãe. “Às vezes, ele esquecia, fazia cocô na cueca, fazia xixi e vinha chorando para mim. Fazia xixi no chão, no tapete, mas eu abraçava, explicava que não era assim. Foi difícil, mas ele não queria mais usar fralda, ele quem decidiu isso. Quando eu ia colocar nele, ele falava ’não, mamãe, quero usar cueca’.”

Foram cerca de vinte dias com acertos e erros até o menino começar a frequentar a escolinha pela primeira vez. No local, as professoras também incentivaram o desfralde, e foram só duas vezes em que ele teve de trocar o uniforme por deixar escapar um xixi. Depois, nada mais de esquecimentos, só acertos.

Leia também: "Aumento da licença maternidade é fundamental", diz vice-presidente da SBP

Além do apoio da família, Gabriel também ganhou um espaço especial no banheiro só para ele, com um mictório infantil e um penico que até toca música. A hora do xixi e do cocô virou um momento de diversão.

O que Thaiana e o marido fizeram foi exatamente o que os especialistas recomendam: tratar a hora do desfralde com muito amor. Pode parecer que não, mas este é um momento de uma mudança muito grande para os pequenos, algo que exige muito deles, mesmo sendo algo tão simples para nós. "E eles vão fazer na roupa, mas em vez de brigar, gritar, tem de alcamar a criança. Ela vai ter até medo de contar para você que fez algo errado, então de dar carinho e fazer tudo com jeitinho", completa a mãe.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.