Tamanho do texto

Apenas 14 dias depois do nascimento do segundo filho, a norte-americana Nancy Anderson já mostrava uma silhueta fininha nas redes sociais

A norte-americana Nancy Anderson está contando os dias para conseguir retomar a rotina de exercícios pesados depois do nascimento de seu segundo filho, Leo. Aos 32 anos, a personal trainer e especialista em nutrição da Califórnia impressiona nas redes sociais e ganhou destaque em jornais internacionais pela boa forma no pós-parto. 

Leia tudo sobre gravidez

Nancy mostra barrigão na reta final da gravidez em post no Instagram. Em outra imagem, ela aparece aos 14 dias de pós-parto
Reprodução/Instagram/@nancyandersonfit
Nancy mostra barrigão na reta final da gravidez em post no Instagram. Em outra imagem, ela aparece aos 14 dias de pós-parto


Apenas 14 semanas do pós-parto  de Leo, Nancy já exibia uma silhueta fininha aos mais de 29 mil seguidores do Instagram. Na legenda da imagem, ela comentpu que ainda se sentia inchada depois da cesária e que faltava perder pouco mais de 3 kg para retonar ao peso de antes da segunda gravidez - Nancy já era mãe de Kenzie, de 4 anos. Também falou que sentia falta dos exercícios, mas nem tanto pela boa forma, mais pela sensação de prazer das atividades físicas. 

Ela fez o primeiro treino mais pesado três semanas após o nascimento do filho e também compartilhou o momento em seu perfil nas redes sociais. Segundo reportagem do "Daily Mail", como não podia se esforçar demais, a tática da mãe para recuperar o corpo foi apostar em exercícios de respiração. 

Leia também: 10 minutos de exercícios fazem mãe recuperar boa forma

Ainda de acordo com o jornal britânico, Nancy comenta que o diafragma fica mais fraco durante a gravidez  e a novas mamães devem fazer exercícios para recuperá-lo e reaprender a respirar da maneira correta. Ela defende ainda que a respiração correta é a base para qualquer atividade física. 

A mamãe diz ainda que faz os exercícios de respiração ao longo do dia e até quando está amamentando o pequeno Leo. Também afirma que está fazendo o que consegue para garantir algumas horas de sono e que conta com o marido para cuidar das crianças e ter esse tempo para descansar, também considerado importante para a recuperação do corpo. 


Dieta durante a gravidez

Nancy fala à versão on line do jornal que também cuidou da alimentação durante a gestação e que é contra a ideia de que grávida deve comer por dois. Além disso, se manteve ativa praticamente o tempo todo. Com isso, ganhou pouco peso e, agora, vê a tarefa de recuperar o corpo e os músculos de antes do nascimento de Leo um pouco mais simples. 

Can exercising though your pregnancy help your children to live more active lives as adults? . . A study suggests in adulthood, mice offspring of mothers that exercised during pregnancy were themselves about 50% more active than genetically identical adult mice whose mothers had not used a running wheel before and during pregnancy. . How is this possible? 👉🏼It's said that the jiggling motion that comes from a mother being physically active (ie running) can influence fetal brain development. Leading to optimal development of the section of the brain that’s linked to physical movement and behavior. . Childhood obesity is now the number 1 health concern for parents in the United States, topping drug abuse and smoking . . . These findings show us that if exercise during pregnancy affects the 'offspring’s lifelong propensity for physical activity, this may have important implications for combating the worldwide epidemic of physical inactivity and obesity.' . . #moveyourbump #40weekspregnant . Link to full study in my story.

A post shared by Fit Mom & Health Expert (@nancyandersonfit) on


A norte-americana conta que evitou comer glúten e frios ao longo da gravidez. Também não se deixou levar pelos "desejos de grávida". "Geralmente esses desejos são por alimentos nada saudáveis", comenta. Além disso, ela defende que os desejos podem indicar que o corpo precisa de alum nutriente e não necessariamente daquele alimento. "Por exemplo, se o corpo pede por um bife, talvez o que você precise é de ferro e proteína", compara. 

Leia também: Exercícios no pós-parto aliviam dores e dão mais conforto para as mães

Dica geral

Vale lembrar que cada mulher é diferente e cada corpo é um corpo. A ideia de Nancy de não comer por dois é validada por diversos profissionais de saúde e vale a pena procurar um nutricionista para saber o que comer para levar os nutrientes necessários a você e seu bebê na gestação. E no pós-parto, o foco é sua recuperação e o bem-estar do bebê. Nem todas as mulheres voltam ao corpo de antes da gravidez tão rapidamente e é importante respeitar seus limites. Mesmo Nancy, profissional da área, fez isso, retomando aos treinos pesados só quando já estava liberada para isso. 

    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.