Tamanho do texto

Surpresa foi grande porque escocesa engravidou naturalmente do marido

Uma escocesa, mãe de quatro filhos, tinha só mais um desejo para completar sua família: uma quinta criança. Só que um ultrassom mostrou que cinco filhos não seria suficiente para Mary McCandlish, de 34 anos, já que ela conseguiu não só engravidar naturalmente, como também ficou grávida de trigêmeos idênticos.

Leia também: Entenda como acontece, os sintomas e características da gravidez

Trigêmeos vieram quando mãe estava se preparando para sua última gestação, e toda a família se surpreendeu
Pexels
Trigêmeos vieram quando mãe estava se preparando para sua última gestação, e toda a família se surpreendeu

O choque na hora da descoberta dos trigêmeos foi natural, já que ela não estava esperando por isso, ainda mais porque engravidou naturalmente. Os irmãos Thai, Tyler e Tomas nasceram há duas semanas e, felizmente, o susto se transformou em alegria. “O parto foi o momento mais incrível da minha vida”, conta Mary em entrevista ao site “The Sun”.

“A sala estava cheia de médicos. Acho que não é sempre que eles têm a chance de presenciar a chegada de três bebês idênticos. Cada vez que eles tiravam um dos bebês da minha barriga, me sentia mais leve. Eles começaram a chorar na mesma hora, e eu sabia que haviam chegado bem.”

Gravidez

Com pouco mais de 1,50m de altura, Mary passou por algumas dificuldades para carregar os três irmãos na barriga. O espaço reduzido que havia para os bebês se desenvolverem também foi outro problema, e o parto teve de ser feito com dez semanas de antecedência.

Leia também: "Estrias são testamento dos milagres do meu corpo", diz mãe após gerar gêmeas

Mary McCandlish com um dos trigêmeos, que tiveram de nascer 10 semanas antes do previsto
Facebook/Mary McCandlish/Reprodução
Mary McCandlish com um dos trigêmeos, que tiveram de nascer 10 semanas antes do previsto

As crianças tiveram de ir para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) logo após o nascimento, mas, apesar de ainda estarem no hospital, já estão respondendo positivamente e desenvolvendo como o esperado.

“Meu maior desejo seria tê-los em casa no Natal, mas tenho noção que isso é ser otimista demais. Eles vão para casa em tempos diferentes, dependendo de como estão de saúde. Eu farei todo o possível para que eles cresçam saudáveis.”

Leia também: "Sempre que ele ia mamar, eu já começava a chorar": como acertar a amamentação

E não só a mãe está empolgada com a chegada dos trigêmeos. Peter, de 16 anos, Emily, de 15, Katrina, de 13, and James, de seis, também estão encantados com os irmãos, segundo a Mary.

    Leia tudo sobre: Gravidez