Tamanho do texto

Caso envolvendo a pequena Tru, de 7 anos, ganhou grande repercussão na mídia internacional. Mãe da criança está processando a creche pelo ato

Desde a semana passada, o caso de uma criança que teve a cabeça raspada em uma creche dos Estados Unidos está dando o que falar. A história já  foi contada por diversos veículos internacionais e, sempre que reproduzida, gera revolta e comoção. 

Leia também: Menina de dois anos escolhe boneca negra e dá lição contra o racismo

Criança de 7 anos tem cabeça raspada em creche nos Estados Unidos. Caso ganhou grande repercussão na midia
Reprodução/Twitter
Criança de 7 anos tem cabeça raspada em creche nos Estados Unidos. Caso ganhou grande repercussão na midia


De acordo com informações da filial de Boston da emissora de TV norte-americana "CBS", Tru, uma menina de 7 anos, teve a cabeça raspada por funcionários da creche que frenquentava sem a autorização da família. De acordo com Denise Robison, mãe da menina, os funcionários alegaram o ato como uma medida de higiene. 

À "CBS", Denise diz que a filha frenquentava a Little Heroes Group Home, no estado de Massachussetts, nos Estados Unidos, e que, sem qualquer consentimento dela, um funcionário levou a pequena a um salão e lá ela teve o cabelo cortado por uma voluntária. Tru, que tinha longos fios, ficou praticamente careca. "Isso é muito triste, e não apenas para mim, para ela [a criança] também", afirma a mãe. 

Denise ainda diz a "7News", mais uma emissora de Boston, que a filha não tinha qualquer problema com os cabelos. A pequena não tinha piolho ou percevejo, por exemplo. A mãe chega a comentar que Tru não usava nem cabelos rasta. A criança, que tem os cabelos cacheados, apenas usava os fios mais longos. 

Leia também: Jovem posta foto com uma espada para denunciar racismo em universidade

A mãe está processando a instituição pelo ato, que ela considera uma violência e uma agressão. De acordo com o advogado da família, Richard Kendall, os funcionários da creche disseram: "Não se preocupem, os fios vão crescer novamente e vão crescer lisos". Para ele, esse foi um comentário racista, já que a criança tem descendência negra. 

Resposta da creche

A instituição enviou um comunicado à emissora "7News" sobre o caso. "Decisões a respeito dos cuidados pessoais são baseadas em uma série de fatores, incluindo higiene. Não podemos dar nenhuma informação sobre um indivíduo que é parte do programa por causa de leis federais e estaduais. Mas uma revisão das circunstâncias [do caso] está em andamento para determinar o que aconteceu e, se necessário, uma atitude apropriada será tomada", dizia a nota da Little Heroes Group Home. 

Leia também: Por que educar pensando no recorte racial?

Denise ainda diz que a criança que teve a cabeça raspada está muito abalada por terem cortado seu cabelo. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas