Tamanho do texto

Filhos de mães que não ganharam a quantidade indicada de peso na gravidez têm mais chances de desenvolver a doença na adolescência; entenda

Um estudo desenvolvido pelo Instituto Karolinska, na Suécia, constatou que mulheres que não ganharam a quantidade de peso recomendada pelos médicos durante a gravidez  apresentam um risco maior de ter uma criança propensa a ser portadora de uma doença mental grave, como a esquizofrenia, na adolescência. 

Leia também: Entenda como acontece, os sintomas e características da gravidez

Grávidas que fazem dieta são 30% mais propensas a ter um bebê com esquizofrenia
Shuttersock
Grávidas que fazem dieta são 30% mais propensas a ter um bebê com esquizofrenia

Para chegar aos resultados, os pesquisadores analisaram mais de meio milhão de crianças que nasceram entre os anos de 1982 e 1989 e as acompanharam até a vida adulta. Ao fim do estudo, a equipe de pesquisadores descobriu que quase 3 mil haviam desenvolvido psicoses não afetivas ou esquizofrenia .

Leia também: Sete dicas para uma gravidez saudavel

Peso ideal

De acordo com os médicos, o ganho de peso médio para uma mulher sem sobrepeso durante a gravidez varia de 10 a 12 kgs, e ganhar até 15 kg é considerado algo saudável. Euan Mackay, pesquisador que conduziu o estudo, explica que gestantes que tiveram um ganho de peso extremamente baixo (menos de 8 kgs), apresentaram 30% a mais de chances de ter filhos com a doença se comparadas a mulheres que ganharam a quantidade recomendada para o tipo de corpo.

"Os resultados foram semelhantes independentemente de as mulheres terem começado a gravidez com tipos de corpo maiores ou menores", diz ele ao site "Daily Mail". Para Robin Murray, professor e pesquisador da área de psiquiatria do instituto de Psiquiatria, Psicologia e Neurociências de Londres, isso não significa que as gestantes davem comer demais. 

"O conselho permanece o mesmo: ter uma dieta equilibrada e ser saudável durante a gravidez. Tomar ácido fólico e não fumar tabaco ou usar drogas ilícitas", explica. 

Leia também: Ácido fólico e outros: é preciso tomar suplementos na gestação?

Causas

Para a professora Renee Gardner, o baixo ganho de peso e o excesso de dieta na gravidez pode se relacionar às pressões sociais. "Esse ganho de peso inadequado também pode refletir pressões sociais para que as mulheres mantenham um tipo idealizado de corpo, mesmo quando estão grávidas", diz. Além disso, o fato de celebridades "recuperarem o corpo" rapidamente após o parto também pode ser uma pressão para as mulheres. 

Além de poder ser causada pelo peso inadequado, os médicos explicam que a esquizofrenia também pode ser surgir por uma predisposição genética, abuso infantil e eventos adversos da vida que contribuem para a psicose. 


    Leia tudo sobre: dieta gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.