Tamanho do texto

A velha disputa entre irmão ganha mais um capítulo. E segundo o estudo, desta vez a influência disso é dos pais. Veja os detalhes da pesquisa

Um estudo recente aponta que o irmão mais velho tem mais capacidade cognitiva que os irmãos mais novos. Ou seja, é mais inteligente. O motivo? Os pais. Os responsáveis estimulam mais o primogênico e, consequentemente, eles apresentam um desempenho melhor na vida profissional quando adultos.  A pesquisa foi elaborada pela Universidade de Edimburgo, do Reino Unido, e publicada no "Journal of Human Resources". 

Por receber mais estímulo dos pais, irmão mais velho apresenta QI mais elevado
Shuttersock
Por receber mais estímulo dos pais, irmão mais velho apresenta QI mais elevado


Leia mais: Irmãos gêmeos podem estudar na mesma turma da escola? Tire suas dúvidas 

O estudo

Para chegar ao resultado de que o QI do irmão mais velho é maior, os pesquisadores acompanharam cerca de 5mil crianças desde o nascimento até completarem 14 anos de idade. A cada dois anos, as crianças foram submetidas a testes de avaliação de imagens e reconhecimento de leitura. A condição socioeconômica das famílias também foi um fator analisado.

Logo no primeiro ano, os primogênitos tiveram uma pontuação mais elevada que os irmãos em testes de QI e apresentaram outras vantagens nos primeiros três anos de vida. O estudo mostra que essas vantagens permaneceram com o passar do tempo em testes de capacidade verbal, matemática, de leitura e também compreensão. Os pesquisadores mostraram-se surpresos com o fato das diferenças de pontuação de testes cognitivos e do comportamento dos pais aparecerem tão cedo na vida das crianças. 

Culpa dos pais

De acordo com o estudo, os responsáveis por esse resultado são os pais. Eles dão a mesma quantidade de amor e cuidado a todos os filhos, mas o comportamento como educadores muda com o nascimento dos demais filhos. Os pesquisadores identificaram que os primogênitos recebem mais estímulos mentais e que os pais gastam menos tempo lendo e ensinando conceitos básicos, como o alfabeto, aos filhos mais novos.  

Leia mais: Bullying entre irmãos pode causar danos psicológicos graves 

Esses resultados ajudam a entender as consequências que a ordem de nascimento terá no futuro das crianças. De acordo com o estudo, o irmão mais velho tem salário mais alto e maior êxito profissional, por exemplo.  "Os nossos resultados sugerem que as grandes mudanças no comportamento dos pais são explicações plausíveis para as diferenças de ordem de nascimento observadas nos resultados da educação e do mercado de trabalho", explica a economista da Universidade de Edimburgo Ana Nuevo-Chiquero.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.