Tamanho do texto

A atividade alivia incômodos da gestação e facilita o momento do parto. Veja quais são os outros benefícios da prática

Ter uma vida saudável e ativa é essencial durante a gravidez . Para conseguir isso, você já pensou em praticar ioga? De acordo com Anne Sabotta, instrutora do "Namu Cursos", especializada em atendimento a gestantes, essa é uma das atividades mais indicadas para as grávidas. Isso porque é um exercício que propõe a integração entre atividades físicas com práticas de relaxamento, o que proporciona o bem-estar não apenas do corpo, mas também da mente.

Leia mais: Sete atividades físicas para uma gravidez mais saudável

A ioga traz inúmeros benefícios para a gestante
Shuttersock
A ioga traz inúmeros benefícios para a gestante


Benefícios

"Os movimentos da  ioga  visam ampliar a consciência corporal e ajudar na boa postura durante toda a gestação", explica Anne. A atividade também tem a função de tonificar e alongar os músculos da mãe, mobilizar as articulações, melhorar a flexibilidade e prevenir possíveis desconfortos e lesões. Além do fortalecimento, há um relaxamento físico e mental proporcionado pelos exercícios dinâmicos e movimentos fluídos. Assim, a ansiedade e estresse, comuns do período gestacional, são amenizados. 

Leia mais: Exercícios podem estimular parto natural? Veja dica de especialistas

A atividade também diminui e alivia os incômodos que a mãe costuma sentir durante a gestação, como a respiração ofegante, os inchaços e a insônia, segundo a instrutora. Além disso, a mulher aprende a encontrar posições confortáveis, ter uma respiração mais harmoniosa, se concentrar e relaxar com mais facilidade, e isso ajuda durante o trabalho de parto.

E como o há o cuidado em trabalhar a boa postura da mãe, o bebê tem mais facilidade para conseguir encontrar a posição mais adequada no ventre da mulher, como completa Anne. 

Cuidados

“É muito importante que a gestante faça o atendimento pré-natal antes de iniciar qualquer prática física”, orienta Anne. Com o aval do médico, é possível praticar a ioga sem dificuldades, mesmo com as alterações de equilíbrio ou de peso. De acordo com a instrutora, a mãe pode realizar a atividade a partir do primeiro trimestre até o final da gestação. "É importante que ela sinta-se bem nas posições, use roupas confortáveis e, é claro, sempre vá conversando com o médico", aconselha. 

Leia mais: Praticar exercícios durante a gravidez pode deixar o bebê mais inteligente

    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.