Tamanho do texto

A mãe diz gostar da conexão com os filhos e ainda afirma que será decisão dos pequenos a hora de parar de mamar no peito

Amamentar é um momento aguardado para muitas mães. Geralmente dura os primeiros meses de vida dos filhos e, aos poucos, o leite materno dá lugar a comida sólida e outros alimentos. Mas essa mãe de 47 anos não deixou o peito de lado na alimentação dos trigêmeos. Ou melhor, eles não quiseram abandonar o leite materno. 

Amamentação: as posições mais confortáveis para você e para o bebê

Davina Wright decidiu que não iria parar de amamentar os trigêmeos. Eles já têm 5 anos
Reprodução/Daily Mail
Davina Wright decidiu que não iria parar de amamentar os trigêmeos. Eles já têm 5 anos


A australiana Davina Wright contou sua história ao jornal britânico "Daily Mail". Ela é mãe de cinco crianças, entre elas os trigêmeos Connor, Willow e Summer. Os três mamaram no peito desde o nascimento e, segundo Davina, ela vai continuar a amamentar os filhos até o momento que eles decidirem parar. Atualmente, as crianças têm 5 anos. 

Os pequenos mamam duas vezes por dia, uma pela manhã e outra antes de dormir. Apesar de se considerar cansada, ela afirma que gosta do ato e que isso aumenta a conexão entre eles. A mãe diz que recebe críticas e nega que faça isso pensando apenas nela. 

"Ficaria feliz se eles desmamassem agora, mas isso será decisão deles. Estou cansada e tenho quase certeza que o que restou do peso da gravidez não irá embora até eles pararem. Não é que eu queria meu corpo de volta, até porque, mesmo sem mamar, eles vão continuar pulando em cima de mim", comenta. 

"Mas eles gostam disso, eles realmente gostam de mamar no peito", completa Davina. 

Davina e seus trigêmeos
Reprodução/Daily Mail
Davina e seus trigêmeos


A mãe, entretanto, tenta impor alguns limites. Em alguns momentos, os trigêmeos pedem o peito, ela ela garante que é firme e fala "não". "Nosso maior desafio no momento é que eles aprendam a respeitar os limites", diz a australiana. Ela ainda fala que há momentos que os pequenos pulam sobre ela e tentam tirar sua roupa buscando o peito, ela tenta se manter firme e negar a amamentação fora de hora. 

Da gravidez à amamentação: boneca é criada para retratar a realidade da mulher

Ela esperava que os filhos parassem ainda pequenos de mamar, como aconteceu com os dois mais velhos da família. Eles foram amamentados até pouco mais de um ano e depois, sozinhos, não quiseram mais o leite materno. 

Apesar de todo trabalho, Davina se sente feliz com a situação. Os trigêmeos, segundo o jornal, escondem dos amiguinhos que ainda seguem no peito da mãe. E no ano que vem eles vão começar na escolinha. Mesmo com a mudança na rotina, a australiana acha que vai continuar a amamentar os três duas vezes por dia. 

Amamentação de gêmeos depende de estimulação adequada e descanso


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.