Tamanho do texto

Australiana criadora das bonecas diz que queria mostrar às crianças que há diversidade - não apenas as loiras de olhos azuis - e a dificuldade de ser mãe

Sempre existiu um estigma muita grande em torno da gravidez e da amamentação. Como muitas pessoas, a australiana Betty Strachan estava cansada disso. Para romper com essa lógica, ela teve uma ideia original: criou uma boneca para se aproximar mais da realidade das mulheres.  

+ Pesquisa revela que apenas 3% das bonecas disponíveis no mercado são negras

Boneca é criada para quebrar com o estigma da amentação
Reprodução/ Instagram allthelittledolls
Boneca é criada para quebrar com o estigma da amentação

Betty tem 28 anos, mora em Brisbane, Austrália, e começou a fazer a  boneca personalizada depois de perceber a influência que os brinquedos tem nas crianças. A partir disso, ela  começou a criar uma série de bonecas com traços o mais próximo possível da realidade.

Sua criação mais recente parece amamentando o recém-nascido. A ideia surgiu durante um encontro entre um grupo de mães. Ela percebeu que seria interessante criar algo que para representar aquelas mulheres. Para fazer isso, além que colocar a "mãe" carregando um bebê, ela marcou traços de cansaço no brinquedo. 

+ Garota que não tem perna ganha boneca com prótese igual a dela

Betty divulgou a invenção em sua conta no Instagram, que tem mais de 2 mil seguidores. A recepção entre as mulheres que a seguem foi tão grande que os modelos se esgotaram rapidamente em sua loja. Ainda nessa linha, a jovem já havia criado um modelo de boneca grávida. Assim, as crianças tem contato com todas as fases, da gestação à amamentação, segundo a australiana. 

I've been working on a little something today 👶🏼❤️

A photo posted by Betty S (@allthelittledolls) on


Diversidade

A diversidade foi uma das preocupação de Betty ao fazer suas criações. Para ela, a falta de diversidade pode ser algo prejudicial ao psicológico de uma criança.  "Sempre me pareceu estranho que não havia tanta diversidade no mundo dos brinquedos como poderia ou deveria ser. Nem toda criança nasce com cabelo loiro e olhos azuis, algumas têm sardas e outras têm espaço entre os dentes, por exemplo", disse ao site britânico "Independent".

Ela espera fazer uma mudança no mundo quando as crianças têm contato com uma boneca que apresenta as mais diversas características. Betty reconheceu que existem uma série de coisas que a sociedade considera inaceitável. Por isso, é tão importante que existam brinquedos que retratem mães cansadas, grávidas, mulheres negras e deficientes. "É importante educar as crianças de tal forma que esse estigma seja apagado", disse. 

+ Barbie lança bonecas com diferentes tons de pele, cabelos e olhos

    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.