Tamanho do texto

A repórter Rafa Brites está fazendo alguns exercícios para tenta realizar um parto natural. Veja opinião de especialistas e exercícios que podem ajudar

A repórter Rafa Brites está grávida de 5 meses de seu primeiro filho com o também repórter Felipe Andreoli. O casal espera por um menino, Rocco, e quem acompanha as redes sociais da futura mamãe vê que ela diariamente está praticando exercícios.   Mas ela já avisou que não segue essa rotina para ficar sarada ou algo parecido. Seu objetivo é outro: o parto natural. 

+ Por que grávidas podem continuar praticando esporte - e que precauções tomar

"Não sou uma grávida fitness! Não pretendo engordar só 9 quilos. Não pretendo estar sarada 15 dias depois do parto . Não estou malhando na academia. Meu treinamento é focado no parto natural que sonho em fazer", revelou em sua conta do Instagram.

Rafa Brites fazer exercícios para conseguir ter um parto natural
Reprodução/Instagram
Rafa Brites fazer exercícios para conseguir ter um parto natural


Mas afinal o que os especialistas dizem sobre exercícios durante a gravidez? A professora de pilates e especialista em exercícios para região pélvica Áudrea Lara afirma que sim, os exercícios ajudam a induzir parto natural e no momento do nascimento e que as gestantes devem incluir uma combinação entre atividades aeróbicas que envolvam grandes grupamentos musculares e atividades que desenvolvam a força de determinados músculos.

"Exercícios podem melhorar a força, a consciência e o controle da musculatura do assoalho pélvico, que trabalha diretamente durante o parto", explica. Além disso, eles podem auxiliar na manutenção ou na melhora da força dos músculos abdominais, que auxiliam no processo de expulsão da criança, e glúteos, que auxiliam na estabilidade da pelve. 

+ Como engravidar? Especialista recomenda dieta que ajuda na fertilidade

Cuidados

Apesar dos exercícios serem ótimos para as grávidas, alguns são restritivos para essa fase da mulher, como aqueles que bloqueiam a respiração. "Por exemplo abdominais em decúbito dorsal (deitado de costas) e exercícios em decúbito ventral (de barriga para baixo) devem ser evitados. Posições invertidas também", conta.

Além disso, pode ser perigoso a futura mamãe praticar seus exercícios sem orientação profissional. "Um profissional a ajudará a alcançar os objetivos e necessidades dela, como por exemplo, manutenção ou até perda de peso, fortalecimento das regiões mais enfraquecidas, manutenção e melhora da postura", comenta Audrea.

Apesar disso, exercícios como uma caminhada podem ser feitos sem gerar riscos. "A precaução é manter a frequência cardíaca abaixo de 145 bpm, em média". 

+ Como saber se estou em trabalho de parto?

Exercícios

Audrea mostra alguns exercícios que podem ser feitos por gestantes e ainda ajudam a preparar o corpo para o parto normal:

MMII-ELEVÉ: ele ajuda no equilíbrio e fortalecimento dos membros inferios, glúteos e adutores. Para começar, fique em pé, de frente para uma barra em que suas mãos devem estar apoiadas. Contraia o abdômen, glúteos e adutores, coloque uma bola entre suas pernas e eleve os calcanhares. Volte a posição e inicial e repita o movimento de 8 a 16 vezes.

SOLO-HIP ELEVE :  ajuda no fortalecimento da parte posterior de coxa e glúteos. Para começar, fique deitada com as pernas flexionadas e os pés no chão e eleve e abaixe o quadril. Quando o quadril estiver elevado, estique uma das pernas. Esse movimento deve ser feito de 8 a 12 vezes.

CORE-ELEVAÇÃO LATERAL QUADRIL: ajuda no fortalecimento abdominais oblíquos e abdutores. Para começar, deite de lado em posição decúbito lateral (apenas com as pernas e braços apoiados no chão). Depois, eleve e abaixe o quadril e quando ele estiver em posição elevada, eleve a perna e volte a posição inicial. São necessárias de 8 a 16 repetições.

    Leia tudo sobre: Gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.