Tamanho do texto

O quarto montessoriano preza pela segurança e liberdade para que a criança possa se desenvolver sozinha. Veja algumas dicas para montá-lo

Entre as várias dúvidas que surgem ao engravidar e ter um filho, uma delas é a decoração do quarto do bebê. É preciso não só se preocupar com a beleza do quarto e com as coisas que mais agradem a nova mamãe, mas, sim, na funcionalidade do ambiente para o pequeno que está para chegar. Pensando principalmente na criança, surgiu o ideal de quarto montessoriano.

90 ideias para decorar quartos de bebês e crianças

O método Montessori foi idealizado no começo do século XX pela educadora italiana Maria Montessori e prega liberdade e autonomia para estimular e desenvolver as habilidades da criança. O quarto montessoriano foi baseado nesse conceito e propõe um ambiente mais rico, em que a criança possa se desenvolver e aprender sozinha, através de suas próprias experiências no quarto.

A cama no quarto montessoriano pode pode ser muito bonita e criativa
Pinterest
A cama no quarto montessoriano pode pode ser muito bonita e criativa

Por isso, para montar um quarto assim deve-se prezar pela liberdade e segurança da criança, de acordo com a arquiteta Márcia Nadinho, da Casa Conceito ABC. A característica mais marcante do quarto montessoriano é a ausência de berço, com uma cama baixa ou um colchão no chão em substituição, “para que a criança possa levantar e sair andando”, conta a também arquiteta Rose Chaves.

Ainda na cama montessoriana, destaca-se o espelho. Colocado na parede, sobre o colchão, ele serve para que a criança se reconheça e seja capaz de, aos poucos, entender que é uma pessoa diferente da mãe, explica o professor e pesquisador Gabriel Salomão. Rose, porém, afirma que o espelho deve ser colado a uma placa de MDF, para evitar possíveis quebras.

O espelho na cama é outra característica marcante do quarto montessoriano
Pinterest
O espelho na cama é outra característica marcante do quarto montessoriano

“Ese conceito quebra aquela convenção de que tem que tirar tudo do alcance da criança”, explica Rose. O quarto deve ser montado sob a ótica da criança, por isso, os itens devem estar todos no campo de visão do pequeno – por isso ficam dispostos mais baixos do que em um quarto tradicional– e também para que elas consigam alcançar e tocar.

Os móveis do quarto, como cômodas e guarda-roupas, devem ser baixos, para que elas possam mexer, e com os cantos arredondados para evitar acidentes, lembra Rose. E a arquiteta ainda alerta para que os pais fiquem atentos aos itens de decoração: eles não devem ter risco de quebrar.

Entre os enfeites, além dos próprios brinquedos dos pequenos, ela sugere quadros emborrachados – também pendurados em uma altura mais baixa. Estantes baixas com alguns livros para o pequeno explorar também são uma boa pedida.

A circulação livre para os pequenos é outro preceito do quarto montessoriano. Por isso, Rose dá a dica de não lotar o quarto de brinquedos. Para que ele possa andar de forma mais segura no quarto, outros dois itens são indicados: um tapete antiderrapante – de preferência de EVA – e uma barra fixada na parede para ajudar o pequeno a levantar.

A barra em quarto montessoriano ajuda o pequeno a se levantar com mais facilidade
Marlon Falcão/Fotoarena
A barra em quarto montessoriano ajuda o pequeno a se levantar com mais facilidade


    Leia tudo sobre: casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.