Tamanho do texto

Descaso ou saudável para a relação? A escolha do casal gerou polêmica na internet, dê a sua opinião

Recentemente um casal australiano tornou-se polêmica na internet. Rachael Finch e Michael Miziner declararam deixar a filha Violet, de dois anos, com os avós todos os fins de semana para que o casal tenha um tempo a sós.

Rachael Finch e Michael Miziner, australianos
Reprodução/Instagram
Rachael Finch e Michael Miziner, australianos

O casal recebeu muitas críticas nas redes sociais. “Não concordo nem um pouco, pois se querem passar dias a sós então não tivessem tido filhos”, disse um comentário da matéria no Facebook. “Jamais deixaria meu filho para recarregar energia, é nos finais de semana que podemos brincar, passear e etc”, escreveu outra pessoa.

Muitos acham a frequência um exagero: “Todo final de semana eu acho exagero, mas uma vez ou outra não vejo problema” e “É necessário sim o casal ter seu momento de privacidade, mas acho que todo fim de semana já é demais!”, foram algumas das opiniões

O iG Delas falou com Raquel Cassoli que é casada, mãe de duas crianças – uma menina de 5 anos e um menino de 6 anos e meio – e faz quase a mesma coisa que o casal australiano.

Raquel Cassoli com o marido e os filhos
Arquivo pessoal
Raquel Cassoli com o marido e os filhos

Ela atua como professora, dando aulas no período da noite: sai 17h30 de casa para o trabalho. Durante a manhã, seus pequenos vão à escola e ela aproveita para preparar aulas e cuidar da casa. À tarde é o período que Raquel aproveita para curtir com as crianças depois de buscá-las na escola. “Vamos no playground do prédio ou ficamos no apartamento. Brincamos, lemos um livro ou assistimos televisão”, explica a mãe, que também usa a parte livre do dia para ir ao cinema entre outras coisas.


Fim de semana em casal
Na sexta-feira, não é Raquel nem o marido que se encarrega de pegar os pequenos na escola, mas a sogra, que é quem fica com os netos durante o fim de semana. “Às vezes ela fica com as crianças até o domingo e às vezes ela traz no sábado, ao final da tarde”, conta Raquel.

O fim de semana é um tempo especial para o casal ficar sozinho: “Nós temos muito claro o quanto gostamos um da companhia do outro”. Ela diz que raramente eles saem de casa, aproveitam esse tempo para curtir um ao outro e também descansar da rotina pesada da semana: “Temos uma lista de filmes que separamos para assistir juntos. Nesses momentos curtimos a companhia um do outro, namoramos, conversamos sobre alguma preocupação com os filhos e relaxamos.”

“Acho que o equilíbrio é tudo”, comenta ela.

E você o que acha de disso? Opine na enquete abaixo:


Casamento x filhos
A psicóloga Luciana Kotaka afirma que é importante o casal ter um tempo sozinho, pois a chegada de um filho muda o ritmo da relação: “Logo que possível o casal deve ter um tempo para namorarem, poderem conversar com calma, se curtirem, trocarem carinho, fortalecendo a relação sempre que possível. Manter e perpetuar a cumplicidade, companheirismo são aspectos básicos a serem buscados.”

Outro ponto da relação que deve ser levado em consideração é a sexualidade. Luciana diz que esta é uma reclamação frequente de suas pacientes: “As mulheres geralmente são tomadas pelo cansaço crônico e não tem libido para se relacionarem sexualmente com os maridos, muito menos de se cuidarem. Em outros casos o bebê vira o amor maior, toda energia se volta para o mesmo, como se completasse um dos parceiros, sendo que o outro fica descartável nesse momento.”

Outras maneiras de evitar o desgaste na relação
“Deveria ter um curso sobre como se manter dentro do casamento com filhos”, brinca Luciana. Se não se sentirem confortáveis nem tiverem esta opção, os pais não precisam deixar o filho com outra pessoa durante todos os finais de semana. “Algumas horas já seriam suficientes, para que pudessem conversar e se curtirem um pouco”, explica a psicóloga.

Para isso ela indica que se tenha confiança em sogros, tios, ou até contrate uma babá para que o casal saia por apenas algumas horas. Aproveitar enquanto os filhos estão dormindo para ver um filme e ficarem juntos é outra dica.

Por fim, conversar abertamente sobre as mudanças que aconteceram com a chegada do filho e “o que sentem e esperam do parceiro é de grande valia durante todo o casamento”, diz Luciana.