Tamanho do texto

Mãe compartilha fotos de filha com marca de nascença para afastar estigma: "Não tenham pena da minha filha"

Katie Crenshaw está lutando para mudar a maneira como o mundo vê sua filhinha. Charlie, de 7 meses, tem uma grande marca de nascença no lado direito do rosto chamada hemangioma  capilar, popularmente conhecida como uma "marca de morango".

Charlie, de 7 meses
Arquivo pessoal
Charlie, de 7 meses


O hemangioma é tão insignificante como uma sarda no braço dela. Não precisa falar sobre ele ou querer que ele desapareça"

Há pouco mais de um mês, ela resolveu compartilhar sua experiência em suas redes sociais. Segundo Katie, a marca é apenas estética, mas a menina precisa tomar remédio e ir ao médico com frequência para garantir que a mancha não se espalhe ou afete sua respiração ou visão. A mãe é enfática: não pretende remover a hemangioma, o que, às vezes, pode ser motivo de crítica.

"O hemangioma é tão insignificante"

+ Mulher conta como tratou tumor da filha: "Nasceu prematura e com hemangioma"

"SNão tenham pena da minha filha, ela é uma menina saudável e nós somos abençoados. O hemangioma é tão insignificante como uma sarda no braço dela. Não precisa falar sobre ele ou querer que ele desapareça", diz a mãe. 

'Segurem a pena dela', pede Katie, mãe da bebê
Arquivo pessoal
'Segurem a pena dela', pede Katie, mãe da bebê


Fotos muito fofas 

O Instagram de Katie tem inúmeras fotos muito fofas de Charlie, tudo para reforçar a ideia de que ela é "normal", como a mãe gosta de enfatizar. Além disso, um perfil no Facebook  faz a ponte entre Katie e outras centenas de família que passam pela mesma situação. "É comovente e especial. Quero responder a todos, mas nem sempre tenho tempo".

Charlie e o irmão mais velho, Grayson, de 6 anos
Arquivo pessoal
Charlie e o irmão mais velho, Grayson, de 6 anos




+ Crise política e corrupção são assuntos de criança?

Katie não está só

Assim como Katie, uma outra mãe também luta pela aceitação social de seu bebê com hemangioma. Jessica Sands desenhou uma marca vermelha no rosto igual à da filha para que Madson, atualmente com 1 ano, se acostume. 

Jessica e Madson
Reprodução Caters
Jessica e Madson


Com batom, Jessica pretende mostrar a Madson que não há problema com a marca em seu rosto.

Jessica Sands, mãe de Madson, desenha a marca todos os dias com um batom vermelho
Reprodução Caters
Jessica Sands, mãe de Madson, desenha a marca todos os dias com um batom vermelho



+ Como casais podem evitar brigas por causa de dinheiro?

Mais exemplo

Stacey Barnard tomou uma atitude parecida ao  tatuar um desenho de aparelho auditivo para apoiar a filha deficiente auditiva, que havia sofrido bullying na escola: Georgia, de 7 anos, odiava os acessórios e a mãe, então, tomou a decisão de reproduzir a imagem. "A amo e me orgulho dela".   

Stacey tatuou o aparelho auditivo da filha, Georgia
Reprodução
Stacey tatuou o aparelho auditivo da filha, Georgia


Mudando padrões de beleza

Estimular que as pessoas aceitem o diferente como algo comum é também a vontade de  April Star . A modelo de 10 anos está tentando chacoalhar os padrões de beleza ao propor que pessoas com vitiligo possam, inclusive, fazer parte do seleto mundo da moda. Aos 6 anos ela foi diagnosticada com vitiligo, condição de pele na qual há perda localizada de pigmentação. Quando as manchas começaram a surgir no corpo, ela passou a ser alvo de brincadeiras e piadas de colegas de classe. “Ser você mesma e nunca ter medo de mostrar para as pessoas quem você é de verdade”, disse April ao "Buzzfeed" quando questionada sobre o que é confiança.

Depois de fase difícil, April está tentando redefinir o conceito de beleza
Reprodução/Instagram
Depois de fase difícil, April está tentando redefinir o conceito de beleza



    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.