Jogadoras protestaram contra assédio
Lance!
Jogadoras protestaram contra assédio


Nesta sexta-feira (11), dia de amistoso da seleção feminina contra a Rússia, as jogadoras aproveitaram o momento para expor a opinião contra o assédio sexual e o abuso contra mulheres. As atletas e inclusive a técnica, Pia Sundhage, compartilharam uma mesma mensagem dizendo que a luta por respeito e igualdade vai "além dos gramados". 


"Todos os dias no Brasil, milhares de pessoas são acometidas e desrespeitadas com cenas de assédio, seja moral ou sexual. Especialmente nós, mulheres. São brasileiras e brasileiros, vítimas de abusos e atos que vão contra os nossos princípios de igualdade e construção de um mundo mais justo", diz a carta. 

"Dizer não ao abuso são mais do que palavras, são atitudes. Encorajamos que mulheres e homens denunciem! Nossa luta pelo respeito e igualdade vai além dos gramados. Hoje mais uma vez dizemos: não ao assédio", finaliza a postagem.


A carta vem em meio a acusações contra o presidente afastado da CBF Rogério Caboclo, que foi acusado de assédio e importunação sexual. Ele foi retirado da presidência e pode ser banido do futebol por tempo inderteminado. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários