Procura de mulheres por cursos profissionalizantes cresce quase 15% durante a pandemia
Reprodução: ACidade ON
Procura de mulheres por cursos profissionalizantes cresce quase 15% durante a pandemia


Segundo relatório socioeconômico do processo seletivo das Faculdades de Tecnologia do Estado (Fatecs), mais mulheres estão buscando cursos profissionalizantes durante a pandemia. Em relação ao ano de 2020, houve um aumento de 14,71% entre mulheres inscritas.

Houve crescimento, inclusive, no número de inscritas em alguns cursos na área de Tecnologia, como Gestão da TI e Análise e Desenvolvimento de Sistemas.

No primeiro semestre de 2020, apenas 33,12% das vagas foram preenchidas por mulheres, enquanto em 2021 o índice subiu para 47,83%. O aumento significativo pode indicar que a pandemia e a oferta de educação online favoreceu a conciliação entre as aulas, trabalho e sobrecarga de afazeres domésticos.

"Sabemos que a mulher tem grande sobrecarga de afazeres e mais dificuldades no mercado de trabalho. Após avaliarmos esses dados, percebemos que a procura se deve ao fato de que elas estão buscando alternativas na educação para aumentarem a sua chance de empregabilidade", disse o professor Francisco Borges, consultor da Fundação de Apoio à Tecnologia (FAT), instituição responsável pelo levantamento.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários