Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) lançaram esse mês a campanha "Sinal Vermelho para a Violência Doméstica". 

sinal Vermelho para a Violência Doméstica
Divulgação
Campanha "Sinal Vermelho para a Violência Doméstica" orienta mulheres a pedir ajuda fazendo um X na mão

A orientação é que se você estiver sofrendo abusos psicológicos , físicos ou qualquer outra forma de violência doméstica, basta ir a uma farmácia com um “X” vermelho desenhado na palma da mão e mostrar ao atendente para que ele ligue para a polícia e reporte a situação. 

“O objetivo da campanha é oferecer um canal silencioso, permitindo que essas mulheres se identifiquem nesses locais e, a partir daí, sejam ajudadas e tomadas as devidas soluções. É uma atitude relativamente simples, que exige dois gestos apenas: para a vítima, fazer um X nas mãos; para a farmácia, uma ligação”, fala a coordenadora do Movimento Permanente de Combate à Violência Doméstica do CNJ, conselheira Maria Cristiana Ziouva.

Abaixo, as redes de farmácia que aderiram a campanha:

REDE MELHOR COMPRA 
USIFARMA – UMA NEGOCIAÇÕES 
MULTIFARMA 
A NOSSA DROGARIA DE CAXIAS 
DROGAL FARMACÊUTICA 
DROGAL FARMÁCIA 
DROGARIA VENANCIO 
EXTRAFARMA 
FARMA PONTE 
FARMÁCIA ALPHARD 
FARMÁCIA PAGUE MENOS 
FARMÁCIA E DROGARIA NISSEI 
RAIA DROGASIL 
REDEPHARMA 
REDE SOMA DROGARIAS 
SANTA LÚCIA DROGARIAS 
SMALLFARMA 
UNIVERSAL 
DROGARIA ARAÚJO 
RD RAIA DROGASIL 
DPSP

Ações em São Paulo e Rio de Janeiro

Na quarta-feira (17), o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, sancionou uma uma lei (17.340/2020) que garante um auxílio hospedagem para mulheres vítimas de violência doméstica. Serão disponibilizadas vagas em hotéis, pousadas e semelhantes para que a mulher tenha uma alternativa segura para sair de casa e se distanciar do agressor.

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou na terça-feira (16) um projeto de lei (2.185/2020) dizendo que o Governo do Estado do Rio poderá requisitar administrativamente hotéis, móteis, pousadas e outros estabelecimentos de hospedagem para acolher mulheres vítimas de violência doméstica e seus dependentes.

    Veja Também

      Mostrar mais