Gaynor Hall , repórter da WGN-TV, nos Estados Unidos, foi assediada por um homem enquanto fazia uma transmissão ao vivo. Ela estava em Shorewood, Illinois, noticiando os fortes ventos da região, quando um desconhecido invadiu a reportagem e a agarrou gritando que “comeria a b* dela”. 

Leia também: Léo Dias x Anitta: mulheres chamam jornalista de machista por atacar cantora

repórter sendo assediada
WGN-TV
A jornalista Gaynor Hall, dos EUA, foi assediada em uma transmissão ao vivo

Após o ocorrido, Gaynor publicou uma imagem do homem em sua página do Facebook dizendo que a cena “não foi engraçada”. “Você violou o meu espaço pessoal. Você me agarrou. Você me assustou. Valeu a pena?”, completou. 

Diante do  assédio , a jornalista Jackie Bange, compartilhou a foto do homem no Facebook pedindo que alguém identificasse aquele “completo idiota”. Os internautas se mobilizaram e o assediador, Eric Farina, 20 anos, foi identificado e preso. 

Leia também: "Tive que sair com meu filho no colo de madrugada por medo dele"

Segundo a polícia de Shorewood, o homem foi acusado de agressão e conduta imprópria , mas confessou o crime e pagou uma fiança de US$ 2.500 (R$ 13,5 mil).

    Veja Também

      Mostrar mais