Tamanho do texto

Modelo Mia Kang revelou nesta terça com foto de antes e depois que passou do tamanho 36 para o 40/42, mas que isto é um motivo de alegria para ela

Uma modelo chinesa que atualmente mora em Nova York, nos Estados Unidos, revelou nesta terça-feira (8) que passou do tamanho 36 para o 40/42 em um post em sua página no Instagram. Mas, se para muitas mulheres o ganhar peso é um pesadelo, para Mia Kang, de 29 anos, é uma verdadeira alegria.

Leia também: Apresentadora ganha 7kg e comemora transformação em seu corpo

Para não ganhar peso, a modelo Mia Kang fumava um maço de cigarro por dia e evitava ingerir alimentos sólidos
Instagram/missmiakang/Reprodução
Para não ganhar peso, a modelo Mia Kang fumava um maço de cigarro por dia e evitava ingerir alimentos sólidos

O fato é que, em 2015, quando estava no tamanho 36, Mia passava dias sem ingerir alimentos sólidos e fumava um maço de cigarro por dia. Ela tinha verdadeira obsessão por deixar os ossos de suas clavículas, costelas e quadril à mostra. A modelo também sentia necessidade de ter um determinado espaço entre suas coxas, elas não poderiam encostar uma na outra. Ganhar peso não era uma opção.

“Eu estava prestes a posar para a ’Sports Illustrated Swimsuit’ pela primeira vez e estava tentando ficar como uma angel da Victoria's Secret. Pessoas da indústria da moda me diziam que nunca estive tão bem, mas eu ainda tinha peso para perder. Eu odiava tanto como eu era que achava que era gorda e vivia com constante ansiedade”, escreveu Mia na legenda de uma foto de antes e depois no seu Instagram. Confira a imagem:

Left: 2015. size 2. I hadn't eaten solid food in 10 days and smoke a pack of Marlboro Lights a day. I was obsessed with my collarbones, ribs and hip bones showing. I was obsessed with having a thigh gap. I was about to shoot Sports Illustrated Swimsuit for the first time and was trying to look like a VS angel. I was told by the industry I never looked better but still had a little more weight to lose. I hated how I looked so much I thought I was fat and lived in constant anxiety. Right: Now. Size 8. I feel like I finally became a woman. I love my thighs, my curves. I love my strength and the fact I can probably whoop your ass. I still have insecurities as I adjust into my new body, just like everyone else. But I know my body, respect it, and love it. It isn't easy for me to post these pictures because I still have a disease that I have to live with for the rest of my life. A small part of me looks at me now and hates it. Eating disorders and body dysmorphia don't just disappear but you can learn how to manage it and heal. You can reprogram your thinking. I want to put the images out there that I never had. I want to show women that it's ok to gain weight. We have the pleasure of having fluctuating bodies, enjoy your curves, enjoy being a WOMAN. Be healthy and be confident. We have one body and one life, don't let your insecurities hold you back from happiness.

A post shared by Mia Kang (@missmiakang) on

“Foto da direita: Atualmente. Tamanho 40/42. Sinto que eu finalmente me tornei uma mulher. Eu amo minhas coxas, minhas curvas. Eu amo minha força e o fato de que eu provavelmente posso acabar com você”, brinca a modelo, que usou as artes marciais para superar transtornos de imagem e alimentar. “Eu ainda tenho inseguranças enquanto me adapto ao meu novo corpo, assim como todo mundo. Mas eu conheço meu corpo, o respeito e o amo.”

Mia afirma também que não é fácil postar este tipo de foto, com o antes e depois, porque ela sabe que ainda tem os transtornos que vai ter de lidar pelo resto da vida. A modelo revela que uma pequena parte dela odeia o que ela se tornou.

“Transtornos alimentares e de imagem não apenas desaparecerem, mas você aprende a lidar com eles e a melhorar. Você pode reprogramar seu pensamento. Eu quero mostrar imagens que nunca mostrei. Eu quero mostrar para as mulheres que está tudo bem em ganhar peso. Temos o prazer de ter corpos flutuantes. Aproveite suas curvas, aproveite ser uma MULHER. Seja saudável e confiante. Nós temos um corpo e uma vida, não deixe as inseguranças te impedirem de ser feliz”, completa Mia.

Modelo passou a servir de inspiração para mulheres após ganhar peso

My heart. #muaythai @firstt_yodyut @yodyutmuaythai

A post shared by Mia Kang (@missmiakang) on

Em entrevista ao site “Health”, Mia contou que teve de lutar contra anorexia e bulimia e encontrou um caminho ao iniciar a prática de Muay Thai. Hoje, além de modelo, ela também é lutadora profissional. Com 174 mil seguidores só no Instagram, ela se tornou uma inspiração para quem tem de superar transtornos alimentar e de imagem.

Em pouco mais de um dia, o antes e depois que ela compartilhou após ganhar peso ganhou mais de 14 mil likes e centenas de comentários. “Eu precisava disso hoje. Eu tive transtornos sérios pouco mais de dez anos atrás (mas, como você diz em alguns de seus posts, isso nunca vai embora, mas você pode controlar!). Eu tenho lutado nas últimas semanas contra sentimentos horríveis. Eu estou em volta de muitas pessoas fazendo dietas e querendo perder peso e isto está pesando em mim”, revela uma usuária da rede social.

A seguidora de Mia conta ainda que não se pesa mais, mas que tem certeza de que seu corpo está o mais curvilíneo que já esteve. “Mas eu também estou mais forte do que nunca. Este post me levou de volta para a linda realidade que eu precisava encontrar de novo. Nossa, obrigada.”

Esta não é a primeira vez que Mia revela um antes e depois seu. Em dezembro, ela contou para seus seguidores que passou a ganhar peso e pulou de 52kg para 77kg. Da mesma forma que nesta semana, ela mostrou como era sua vida antes de encarar os transtornos de frente e ganhar peso.

“Eu era obcecada pelo meu peso e minhas medidas. Evitava comer a qualquer custo. Era fumante. Apenas fazia cardio e me preocupava em queimar calorias. Depressão, ansiedade e ataques de pânico, insegurança e constante comparação com outras mulheres. Pensava que eu era enorme e horrível. Desconfortável na minha própria pele.”

Já em dezembro, após ganhar peso e mais confiança, Mia passou a se sentir feliz e forte. “Nunca me senti tão sexy na minha vida. Confortável na minha própria pele e nunca me comparo com mulheres cujos corpos e beleza eu admiro. Comer é tão bom. Parei de fumar. Orgulhosa da mulher que eu sou.”

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.