Tamanho do texto

De acordo com astróloga, este é um ano em que exageros podem ter consequências mais desastrosas que o normal, mas que favorece atividades de autoconhecimento, viagens, relacionamentos e sexualidade

Apesar de comemorarmos a virada de ano entre 31 de dezembro e 1º de janeiro, o ano novo astrológico não acontece nesse momento. Para entender, basta pensar no relógio astrológico como um calendário em que cada signo é um mês. Enquanto no calendário convencional o ano começa em janeiro, o primeiro signo do ano astrológico é áries, signo cujo ciclo se inicia nesta terça-feira (20). 

Leia também: Conheça aqui as preferências sexuais de cada signo do zodíaco

Enquanto o ano novo convencional se inicia em janeiro, o ano novo astrológico começa no dia 20 de março
Shutterstock
Enquanto o ano novo convencional se inicia em janeiro, o ano novo astrológico começa no dia 20 de março

Muito se fala sobre a influência que o ciclo de cada signo traz para as pessoas durante o passar dos meses, mas, de acordo com a astróloga Lyziane Menezes, todo ano possui um planeta regente capaz de trazer tendências que interferem no dia a dia e no bem-estar geral até o próximo ano novo . Segundo a especialista, Júpiter será o regente do ciclo que se inicia hoje, trazendo consigo a necessidade de alguns cuidados.

Tendências

Para entender a influência que Júpiter traz para o ano, Lyziane explica que é preciso lembrar de quem é ele na mitologia. “Júpiter é o deus que governa os céus, que destronou seu pai, Saturno, e libertou os irmãos que haviam sido engolidos por ele. É representado como um senhor justo, ético, que tem raios saindo das mãos. Sendo assim, tudo aquilo em que ele toca, se expande”, afirma a astróloga.

Sabe aquelas situações que, por um descuido, acabam se tornando uma bola de neve cada vez maior e mais difícil de mover? Ou aquelas em que você caminha com passos de formiga e acaba chegando em algo grandioso? É dessa forma que as coisas tendem a se desenrolar durante este ano, tanto as boas quanto as ruins.



Vai com calma aí, Júpiter

A chave, segundo Lyziane, é ficar de olho em exageros, e em atitudes apressadas ou impulsivas. “É um ano que representa a necessidade de ter ações bem planejadas, de cooperar, de ser flexível. Não devemos ter pressa, este é um ano para aproveitar o caminho, a jornada”, explica a astróloga. Segundo ela, é um momento para se prestar bastante atenção em exageros, sejam eles relacionados à alimentação ou ao gasto desenfreado de dinheiro, tempo e qualquer outro tipo de recurso.

Assim como a tendência de Júpiter é expandir as consequências ruins de atos impulsivos, a astróloga explica que ele também tende a ampliar a prosperidade, mas tudo dentro do que você merece. “Esse planeta representa a justiça, então tudo o que você plantou, você colhe. Tudo o que for recebido será de acordo com aquilo que você merece”, comenta Lyziane. Segundo ela, é um ótimo momento para novos empreendimentos, tudo o que envolve viagem e intelecto.

Também é preciso lembrar que, em 2017, tivemos o início de um ciclo de 36 anos que é regido por Saturno . Sendo assim, além de termos a influência do planeta regente de cada ano, também sofreremos a interferência de Saturno até 2052. Dada essa influência, Lyziane afirma que é um bom momento para buscar terapia e atividades que incentivam o autoconhecimento.

Leia também: Qual é o signo do "crush"? Veja como seduzi-lo com base no zodíaco

E no amor?

Quando se fala em astrologia, numerologia, tarô e outras coisas do gênero, um dos aspectos pelos quais as pessoas mais têm curiosidade é o amor. Afinal, o que este ano novo regido por Júpiter está guardando para quem busca um romance ou está em um relacionamento? De acordo com Lyziane, além da influência do planeta regente, também é preciso levar em consideração que ele está em trânsito no signo de escorpião desde outubro de 2017 e até novembro deste ano. Isso, segundo ela, é algo que envolve bastante os relacionamentos e a sexualidade.


“Durante esse período, estaremos em busca de emoções mais profundas e com significado. Para quem tem dificuldades nessa área, é um bom momento para curar-se, buscando ajuda. Para quem vive relacionamentos turbulentos ou abusivos, poderão ocorrer muitas reviravoltas, então a dica é questionar-se a respeito da relação e de qual função ela exerce em sua vida. Dependendo da resposta, afaste-se já!”, explica a astróloga, reforçando a necessidade de evitar exageros que podem ser amplificados por Júpiter também nessa área da vida.

Júpiter no mapa

Além das tendências que o planeta regente proporciona de forma geral, Lyziane enfatiza que também é importante saber em que área do mapa astrológico esse planeta se encontra. O símbolo do planeta aparece circulado em rosa no mapa abaixo:

Neste caso, Saturno está na casa de aquário e, seguindo a ordem em sentido horário, as casas são capricórnio, sagitário, escorpião, libra, virgem, leão, câncer, gêmeos e touro. Além disso, cada casa simboliza uma área da vida
Reprodução
Neste caso, Saturno está na casa de aquário e, seguindo a ordem em sentido horário, as casas são capricórnio, sagitário, escorpião, libra, virgem, leão, câncer, gêmeos e touro. Além disso, cada casa simboliza uma área da vida

Os signos do zodíaco dividem o mapa astrológico em doze casas e cada uma delas representa diferentes aspectos da vida:

Casa 1 – Áries : representa a identidade, a autoimagem e simboliza coragem e ação

Casa 2 – Touro : é a casa dos aspectos materiais, valores e posses

Casa 3 – Gêmeos : é o intervalo da comunicação, do conhecimento e do intelecto

Casa 4 – Câncer : é a casa da família, das raízes e origens

Casa 5 – Leão : simboliza o prazer, a criatividade e a individualidade

Casa 6 – Virgem : representa o trabalho e também a saúde

Casa 7 – Libra : é a casa dos relacionamentos amorosos, parcerias e associações

Casa 8 – Escorpião : denota transformação, autocrítica e reciclagem

Casa 9 – Sagitário : é o intervalo dos ideais, viagens, estudos (mais relacionados a ensino superior)

Casa 10 – Capricórnio : representa as habilidades e responsabilidades do indivíduo em geral

Casa 11 – Aquário : simboliza inovação, planos e novidades

Casa 12 – Peixes : representa a fé e a espiritualidade

Leia também: Zodíaco na paquera - saiba como é o beijo de cada um dos signos

Segundo Lyziane, quem tem Júpiter em uma área do mapa em que há traumas, a tendência é a de que isso também se expanda e se manifeste de maneira mais intensa durante este ano novo. “Porém, se é uma área próspera na sua vida, em que você já liberou seus traumas e medos, ele tende a expandir para a prosperidade e para a recompensa”, explica.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.