Tamanho do texto

"Espero que as pessoas simplesmente comecem a aprender a se aceitar"

Houve um tempo em que Peter DeVito não conseguia compartilhar uma foto de si mesmo sem que primeiro fizesse uma edição da imagem. Agora, ele está ganhando as redes sociais pela forma como publica fotos dele e de outros modelos, celebrando a pele sem retoques e exibindo as marcas do rosto sem medo. 

Leia também: Mulheres mostram que cicatriz é sinal de orgulho e não de vergonha em fotos

As fotografias mostram a palavra
Reprodução/Instagram
As fotografias mostram a palavra "retoques" escritas nas partes do rosto da modelo que passariam por edição de imagem




O fotógrafo de 20 anos vive na cidade de Nova York, nos Estados Unidos, e critou a série para mostrar que a acne não é um problema que precisa de retoques . Nas fotos, ele exibe os modelos com tatuagens temporárias, que mostram os pontos onde normalmente são aplicados os artifícios dos programas de edição de imagens.

Além disso, ele também fotografa frases como "acne é normal" e conselhos que recebe sobre como melhorar a pele. Uma das fotos virais é um auto-retrato com uma parte da música "Humble", do rapper Kendrick Lamar, tatuada no rosto:  "Estou tão doente e cansado do Photoshop". 

Leia também: "Me sinto sexy no meu corpo": plus size dá lição de autoestima após bullying


Em entrevista à edição americana da revista "Elle", Peter conta como teve a ideia do ensaio de fotos. "Fiquei realmente inspirado porque muitas pessoas nas redes sociais começaram a publicar coisas sobre positividade corporal e autoaceitação, mas senti que havia ausência de pessoas com acne."

As imagens estão sendo publicadas pelo artista em sua conta no Instagram e já foram compartilhada por muitas pessoas, incluindo a modelo Cara Delevingne. "É maluco ver alguém que tem muitas fotos retocadas o tempo todo concordando com o que eu estava dizendo", ele afirma.

Aceitando a acne

O fotógrafo conta que começou o projeto com fodos suas, principalmente porque sofreu bastante com acne, e se sentiu aliviado quando compartilhou as fotos sem edição. Assim, encontrou a oportunidade perfeita para começar a retratar outras pessoas que enfrentaram o mesmo problema. "O ponto principal das minha postagens é ajudar a empoderar outras pessoas."

Leia também: "Tour pelo corpo": youtubers fazem barulho com corrente de autoaceitação



Peter diz que é marcado em muitas fotos sem retoques de pessoas que viram seu trabalho, é algo que ele adora e planeja continuar fazendo, para normalizar não só a acne, mas todos outros rótulos que são colocados nas pessoas. "Espero que as pessoas simplesmente comecem a aprender a se aceitar e a não se comparar com a aparência de outras pessoas", afirma. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.