Tamanho do texto

O namoro de Zoe ia bem - até que ela foi agredida; hoje, luta para que outras mulheres não passem pela mesma situação

A britânica Zoe Dronfield conheceu seu ex-namorado, Jason Smith, pelo Facebook. A história dos dois é parecida com a de muitos - eles tinham amigos em comum na rede social e se adicionaram, ele a chamou para sair e o namorou começou. Em um ano de relacionamento, Jason foi sempre muito cavalheiro, gentil e amoroso. Levava Zoe para jantar nos melhores restaurantes e dormir nos melhores hotéis. Até que, certa noite, Smith começou a agredi-la e ela sofreu durante oito horas até que a ambulância fosse chamada. 

Zoe e Jason durante um jantar
Reprodução DailyMail
Zoe e Jason durante um jantar

Zoe lembra pouco do que aconteceu na noite da agressão em que saiu quase sem vida. Com o osso do rosto quebrado, sangramento no cérebro e cortes de faca no pescoço - um deles ficou apenas a 1 cm da veia jugular - a britânica foi levada ao hospital desacordada.

"Eu estava morrendo e implorando para o Jason chamar socorro, e uma hora ele cedeu. Quando a ambulância e a polícia chegaram, já estava inconsciente.", contou ela em entrevista ao jornal britânico DailyMail. 

Zoe ficou com vários ferimentos após agressão do ex-namorado
Reprodução DailyMail
Zoe ficou com vários ferimentos após agressão do ex-namorado

Hoje, Zoe já se recuperou dos ferimentos físicos, mas não dos emocionais. Para isso, ela dedica o tempo contando sua história para outras mulheres e luta para que elas não passem pela mesma situação.

Frequentadora de seções de hipnoterapia para tentar lembrar tudo o que aconteceu e retomar a vida, Zoe participou do julgamento de Jason e o viu ser condenado a 10 anos de prisão por ser considerado um perigo à sociedade.

"Não podemos deixar os abusadores vencerem", diz ela. 

Hoje Zoe se dedica a encorajar outras mulheres
Reprodução
Hoje Zoe se dedica a encorajar outras mulheres




    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.