Tamanho do texto

Cláudio Carvalho, tarólogo e colunista do iG Delas explica como o tarô está diretamente vinculado com um poder de cura que vai muito além da saúde física.

Durante meus trabalhos por três decadas com o tarô , constatei que por meio de sua multifacetada característica, além de ser uma potente ferramenta para processos de autodescoberta, também se torna um potente intermediador entre nossas experiências pessoais de crescimento e aceitação das descobertas sobre nós mesmos. O tarô pode e deve ser direcionado para uma busca mais interior que está diretamente vinculada com um poder de cura que vai muito além da saúde física.

Leia também: Como usar o tarô nos relacionamentos?

Emoções conturbadas se equilibram com direcionamento
Nerd & Geek Essencial®
Emoções conturbadas se equilibram com direcionamento


Em nossa jornada da vida, muitas vezes nos encontramos em situações penosas, de difícil aceitação ou mesmo entendimento, e é aí que o tarô vem a servir de grande auxílio em nosso caminho. Obviamente que não devemos ver o tarô como uma espécie de “salvador da pátria” que vai nos livrar de todos os problemas que temos ou venhamos a ter durante nossas vidas.  Devemos ver o tarô como companheiro na jornada de autodescoberta, que nos ajuda a partir do momento que estejamos prontos a aceitar seus conselhos e parâmetros. Assim começa a cura dos males.

Após muitos anos de consulta, pude obervar que quando eu fazia uma leitura de tarô para mim mesmo, família, amigos e clientes, não eram apenas feitas perguntas específicas como “vou achar um grande amor?”, “serei feliz no meu casamento?”, “esse emprego vale a pena tentar?” e por aí vai. Mas havia certa busca numa reconciliação entre os desejos internos e as realidades externas, e que muitas vezes permaneciam em constante conflito. Um lado empurrava para metas mais profundas, determinadas e algumas vezes arrojadas, nos pedindo coragem e derminação, enquando que nossa realidade externa demonstrava coisas totalmente opostas, medo, isegurança, incerteza daquilo que estávamos fazendo naquele momento. No entanto, esse conflito, pode ser uma válvula para nos levar a um tipo de cura muito profunda, e que nos poderia fazer mais integrados como seres humanos resilientes e realizados. Esse é um trabalho que não é tão fácil, mas ao mesmo tempo se torna recompensador quando passamos nas provas. As Sombras que nos assolam nos fazem limitados quanto a nossa realização, e  não nos permite alcançar o nosso sucesso pessoal. Essas Sombras são como o grande pscólogo Carl Gustav Jung denominou, nossas fraquezas, nossos medos internos.

Bem, eu gostaria de convidá-lo a usar o meu sistema chamado Ciência Tarótica, para um caminho de cura que você também poderá usar. Através das cartas poderemos juntos disponibilizar certas práticas de cura pessoal. Tenha em mente, que o tarô se adapta ao seu crescimento e mudança, criando uma infinidade de significados que correspondem ao seu momento, por isso o tarô é circunstancial.

Leia também: Tarô é um grande aliado para sua carreira profissional

Obviamente que as cartas mudam dependendo de onde e como uma carta é lançada e que outras cartas aparecem na jogada. Esse é o processo dinâmico do tarô. Além disso, em nosso caminho de cura o tarô sempre é capaz de mostrar onde quer que estejamos - as partes tumultuadas, alegres, duvidosas e muito mais.

O tarô pode ter a resposta para a cura de muitos males.
Banco de Imagens da web
O tarô pode ter a resposta para a cura de muitos males.

Agora, darei uma prática interessante que quando bem realizada confere resultados efetivos.

Primeiramente você deve estar num espaço seguro, onde só você esteja presente. Este espaço não precisa ser grande, mas que seja confortável para caber você.

Após criar esse espaço, você terá 10 a 15 minutos de tempo para não ser perturbado. Encontre uma posição confortável, feche os olhos e comece com uma respiração (inspirar & expirar) profunda e lenta. Ao inspirar, sinta-o alcançando as bordas do corpo - até a ponta dos dedos dos pés, dos dedos e da parte superior da cabeça. Ao expirar, visualize a liberação de tensão e, ao inspirar, veja a energia revitalizadora se instalando em você.

Nesse momento, espalhe as 78 cartas viradas para baixo, em forma de leque a sua frente. Sinta a energia delas, e escolha a carta que mais lhe atrair (isso pode ocorrer de diversas formas) e vire-a. Depois de memorizá-la, sinta, observe e feche os olhos. Imagine a carta bem a sua frente, e veja o que ela tem a lhe dizer. As informações podem vir através das imagens, de “ouvi-la falar com você”, ou através de sensações. Depois de obter as informações, retorne ao estado desperto, e anote os resultados num pequeno diário. Pode ser feito tanto num caderno como no computador. O mais importante é que você anote os resultados, como sensações, o que você viu e ouviu, enfim, todas as informações disponíveis que a prática tenha lhe dado.

Com o tempo, fazendo todos os dias por volta de 15 minutos, os resultados no seu dia-a-dia serão tangíveis e satisfatórios no seu desenvolvimento com as Sombras que os deixam inseguros frente ao mundo. Algumas vezes você poderá até sonhar com as cartas, o que de fato seria muito bom. Isso mostra que seu subconsciente está lhe abrindo portas para novas percepções, e os resultados serão incríveis.

Você percebrá com o tempo que haverá uma integração de alguns medos seus, mas ainda assim, isso é apenas o início de um processo. Portanto, paciência e determinação serão imprecindiveis para o sucesso dessa prática. Continue acompanhando a coluna Tarô de Thoth . Espero que você consiga ter bons resultados ao iniciar seu processo de cura usando o tarô

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.