Tiago Abravanel apertou o botão de desistência
Reprodução
Tiago Abravanel apertou o botão de desistência

Diversos fatores contribuíram para a  saída de Tiago Abravanel do “BBB 22” neste domingo (27). Aos olhos de parte do público, o medo de ser indicado ao Paredão pela casa foi o que motivou a desistência do neto de Silvio Santos, dono do SBT, a desistir do maior reality show do país, produzido pela Globo.

Mas muita gente não parou para pensar nos gatilhos causados após o ator sofrer gordofobia e ter sido rejeitado pelos colegas de confinamento na Prova do Líder, que aconteceu na quinta-feira (24). Tiago não participou da disputa de resistência porque não foi escolhido para formar dupla.

Enquanto os outros participantes foram realizar a prova, Abravanel passou parte da noite na área externa, pensativo e cabisbaixo. Naquela noite, já tinha ficado bem clara a gordofobia velada - quando o preconceito acontece de forma mais subentendida - por parte dos participantes. 

Ok, Tiago não tinha alianças tão consolidadas, mas tinha várias amizades no reality. Os confinados já suspeitavam da prova de resistência e não o escolheram por ele ser gordo, assumindo - mesmo que não intencionalmente - que o brother não teria resistência física o suficiente para fazer a prova. Se ele não fosse gordo, pode apostar, teria sido prioridade de alguém.

O ator ficou chateado por não ter sido escolhido por nenhum outro confinado e também se questionou sobre o preconceito que sofreu. Quem é gordo desde pequeno, assim como Tiago, sofre rejeições como essa diversas vezes ao longo da vida.

Leia Também

Leia Também

Na escolinha, é muito comum ser a última pessoa escolhida para o time de futebol, ou então ser colocada pelo professor para apitar o jogo. Ou ainda ser a goleira do time. São muitas as opressões, e em todos os âmbitos: nos relacionamentos, no trabalho e, inclusive, na saúde.

O que o Tiago Abravanel passou no “BBB 22” é só a pontinha do iceberg da gordofobia, preconceito que tira acessos e direitos de milhares de pessoas. Mesmo sendo maioria na população brasileira - 56%, segundo o Ministério da Saúde - gordos são negligenciados diariamente na sociedade.

O medo da rejeição e a gordofobia assombraram o artista nos últimos dias. Ele, que já tinha mudado de postura após informações externas trazidas pelos participantes da “Casa de Vidro”, provavelmente teve muitos gatilhos despertados na última semana e optou pelo acolhimento dos dele aqui fora.

Para alguns, a desistência do Tiago Abravanel pode parecer apenas a confirmação de que ele não sabia jogar o “BBB 22”. Para quem é gordo, é apenas a constatação de que a grande mídia não está pronta para lidar com corpos gordos de forma séria e respeitosa. Infelizmente, a gordofobia continua diária e violenta. Só quem vive sabe.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários