Tamanho do texto

Casos de morte no Brasil e no exterior tem chamado a atenção para o problema e para estratégias para prevenir novos casos

Infelizmente tem sido registrado na imprensa, com alguma recorrência, acidentes com gás onde famílias inteiras acabam morrendo por asfixia por monóxido de carbono. Essa substância resulta da queima de gás carbônico proveniente de aquecedores a gás que são instalados para esquentar a água para duchas e torneiras do imóvel, por exemplo.

Diante desses casos, Dentro de Casa traz neste post um pequeno guia para você que vai reformar ou para quem já possui instalações a gás em casa e quer evitar acidentes.

Seja numa casa ou apartamento, é muito importante que a instalação do aquecedores a gás seja feita em local arejado, preferivelmente com ventilação permanente para a área externa. Em apartamentos, o local normalmente determinado pelas construtoras é a área de serviços e, mesmo sendo um ambiente fechado, são necessárias as ventilações superiores e inferiores: na primeira situação, abertura com altura mínima de 1.50m para a ventilação permanente direta ou através de duto. No segundo, a abertura para ventilação inferior deverá ter altura máxima de 80cm.

Dica da Helo : Para ventilação indireta, é necessário consultar tabelas específicas da NBR13103-2013 e/ou a empresas especializadas em Aquecedores a gás para o dimensionamento correto.

Se a sua casa ou apartamento não tiver essa área de serviço com uma janela mais espaçosa, vale à pena consultar um arquiteto para verificar quais as melhores alternativas e se há outros espaços na casa para fazer a instalação com segurança.

Caso o imóvel seja muito pequeno e não houver espaço para fazer uma quebra de parede ou intervenção mais profunda, atente para a “criatividade responsável”. Ou seja: se for inevitável colocar o aquecedor numa peça fechada da casa, o ideal é que as portas de todo o ambiente estejam com pelo menos três centímetros acima do chão. Essa medida permitirá a circulação de ar em caso de vazamento.

Dica da Helo: Consulte sempre o síndico ou administradora caso você resida em condomínio. Em alguns edifícios é proibida a instalação de aquecedores ou qualquer tipo de equipamento à gás (até mesmo equipamentos como fogão ou forno).

Você já possui os aquecedores a gás em casa? Consulte a empresa responsável pela manutenção desses aquecedores e contrate um acompanhamento periódico das instalações.  Se reside num condomínio e a instalação a gás é coletiva, cobre do seu síndico um calendário de manutenções pela empresa responsável pelos equipamentos. A sua vida e a de seus vizinhos agradecem.

Importante frisar: o monóxido de carbono é invisível e não tem cheiro. Assim, perceber um vazamento é bem difícil. Se você sentir algum desconforto saia imediatamente do imóvel e acione os bombeiros.