Tamanho do texto

Se você vai meter a mão na massa, saiba que há itens que você não pode fingir que não existem sob pena de ver “a casa cair”

Reformar um imóvel envolve uma série de fatores não planejados. Para garantir que tudo termine da maneira que sempre desejou, a coluna Dentro de Casa abordará cinco erros mais comuns durante uma reforma , auxiliando você a não cometer deslizes que façam seu orçamento estourar muito além do previsto.

Foco somente no resultado final

Um ambiente de revista. Digno de capa. Mas alguns cuidados precisam ser tomados para o sonho não virar pesadelo. Ignorar possíveis questões estruturais como rachaduras, vazamentos, mofos, elétrica e hidráulica, focando somente na estética, pode ser um deslize que custará muito mais caro depois que o seu espaço estiver lindo e perfumado.

Planejamento

Esse assunto é recorrente aqui na coluna Dentro de Casa porque importante e essencial. Colocar tudo na ponta do lápis é o primeiro passo para que deslizes orçamentários não aconteçam. Procure imagens referenciais que possam retratar seu estilo e desejos. Avalie item a item, incluindo valores e prazos de entrega para não ser surpreendido no meio da reforma. É essencial ter certeza do que está fazendo e, sempre que possível, invista em um profissional capacitado para te auxiliar.

Dica da Helô: faça uma lista de pós e contras com todos os materiais desejados, incluindo valores, possíveis manutenções e prazos de entrega. Isso te orientará a ser assertivo na escolha.

Evite deslizes e avalie todas as vertentes da reforma
Thinkstock/Getty Images
Reforma

Orçamento

Pesquisar nunca é demais! E, se seu planejamento estiver bem alinhado, você conseguirá investir seu tempo em pelo menos duas cotações diferentes de cada item, abrindo margem para negociações e possibilidades de pagamento. Exija dos fornecedores descritivos completos, principalmente quando orçados serviços como o de empreiteiro, facilitando os comparativos de escopo e valores. Quem nunca ouviu aquela frase: “mas isso não estava incluso”? Melhor se precaver.

Obra dentro das normas

Dependendo da proporção da sua reforma, será necessário ou uma permissão da prefeitura da sua cidade e/ou do síndico/administradora (condomínios verticais ou horizontais). Para a segunda situação, Dentro de Casa já abordou esse tema em um dos posts e acreditamos que é sempre bom reforçar: toda obra de reforma em condomínios deverá ter seu projeto aprovado com apresentação das devidas responsabilidades técnicas assinado por profissional devidamente habilitado (arquiteto ou engenheiro). 

Fora de um condomínio, as regras são da prefeitura. Atente que cada município segue sua própria legislação para aprovação do alvará de reforma, incluindo área construída ou não. Informe-se e invista em uma obra legalizada, item essencial para evitar possíveis paralisações. 

Quando o barato sai caro

Essa expressão popular é o último e melhor conselho. Comprar um material ou serviço somente pelo fato de ser a opção mais barata pode causar verdadeiros prejuízos no futuro próximo. Exemplo disso são revestimentos – piso e azulejo – com valor do m² abaixo da média do mercado. Certifique-se com o vendedor ou profissional habilitado as características técnicas desse modelo, aplicações possíveis e sua resistência ao uso desejado.