Tamanho do texto

Tendências residenciais e nas passarelas: Colaboração entre duas áreas ajuda a compor um visual também para sua casa

Por Heloísa Yamashiro - proprietária da Ty.me Arquitetura e Interiores

Sempre pontuo que a arquitetura e moda possuem similaridades enormes. Um exemplo: quando você coloca aquele jeans, blusa branca, tênis e aposta em acessórios você se sente mais confortável? Então, por que sua casa não pode ter este estilo? Imagina abrir a porta e já ir se jogando naquele sofá super fofo e pensar “Ufa, estou em casa!”.

As duas formas expressam sua identidade e comportamento, alinhado a uma expressão visual de nós mesmos e do espaço físico. E que tal dar aquele toque especial incorporando as tendências da moda ? Essa é a aposta quando trazemos elementos como tecidos, cores e texturas na decoração.

Leia também:  Você sabia que uma casa com animal de estimação precisa de adaptações? Fonte: Canal do Pet - iG @ https://canaldopet.ig.com.br/cuidados/dicas/2018-08-28/adaptacoes-casa-com-animal-de-estimacao.html

Na semana do dia 21 de outubro, ocorreu a 46ª edição da São Paulo Fashion Week. O destaque foi para os detalhes e, é claro, que a coluna Dentro de Casa não poderia ficar fora para apresentar as tendências que podem dar aquele up na sua casa.

Tons terrosos

Promessa forte desde 2017, as cores terrosas trazem a sensação de aconchego por sua conexão com a terra, com a sustentabilidade. A paleta parece ser básica e neutra mas, se bem trabalhada através de texturas e peças manuais, reforça a verdade da natureza em elementos como: vasos, móveis, tapetes, almofadas, itens com fibras naturais.

Um destaque especial para a cor areia , muito próxima ao nosso tão conhecido bege. Esta cor, na decoração, é altamente utilizada em cortinas, que, além de elegância e charme, trazem aconchego e conforto ao espaço.

Transparência

Pele à mostra evidenciando a beleza em um jogo de esconde ou mostra. Assim como na moda, um dos elementos que podemos destacar aqui é o vidro que, graças à alta tecnologia, nos permite imensas técnicas que podem nos remeter ao jogo de sombras e texturas. Dividir ou não um espaço, mostrar ou não a pele. Que relação interessante.  

Pegada urbana e sustentável 

Quando pensamos em sustentabilidade, logo vem à nossa imaginação peças e produtos que podemos reciclar em casa. O conceito é muito mais abrangente do que somente a reutilização: a busca por novos materiais, técnicas, comportamentos, além de possibilidades de novas fontes para a economia.

Tanto na moda quanto na arquitetura, materiais reciclados, naturais e biodegradáveis são sempre uma aposta interessante: peças com tecidos reaproveitados, uma nova tintura na roupa ou no móvel, peças produzidas artesanalmente, utilização do conceito do DIY (Do It Yourself ou  Faça Você Mesmo), além da compra de peças em brechós. Olha só quantas soluções bacanas para começar a ter atitudes mais sustentáveis, mesmo em um ambiente urbano. 

Estampas, listras e padronagens 

Diversas grifes apresentaram roupas repletas de estampas e listras e, esta combinação, realizada de forma harmoniosa no corpo, traz elegância e estilos únicos na moda. Caminhando para o universo da decoração, as padronagens no ambiente podem trazer personalidade ao espaço se utilizada com equilíbrio.  Normalmente, utilizamos este conceito em peças consideradas mais versáteis como roupa de cama, almofadas, jogo americano ou toalha de mesa, roupa de cama ou edredons, tapete, pois são itens fáceis de mudança. 

Quer ousar em paredes ou no piso? Utilize este conceito em ambientes pouco utilizados como no hall de entrada de apartamentos ou em lavabos.

Laranja 

Conforme mencionado acima, a mistura de cores foi o maior destaque desta edição, mas entre as cores lisas, ou consideradas monocromáticas, o laranja foi o maior destaque. Seguindo a mesma linha dos tons terrosos citados acima, ela possui uma paleta interessante, pois nasce da mistura de duas cores primárias: o vermelho e o amarelo. Normalmente, quando vemos ela aplicada no design de interiores, ela está em detalhes na cozinha, no home-office ou em ateliê, pois é uma cor que estimula a criatividade e representa alegria, vitalidade, prosperidade e sucesso. Como é uma cor energética, cuidado com o excesso.

Western – estilo country (couro)

Na moda, os itens que mais reforçam o estilo country são encontrados na SPFW no tecido fluido, nas franjas, na camurça e nas aplicações, sempre adaptados ao look cotidiano. Trazendo esta linguagem para a decoração, podemos incluir o couro ecológico apostando na linha da sustentabilidade pois é menos poluente e utilizam substâncias naturais ou biodegradáveis, trazendo mais rusticidade ao espaço e dando o efeito de conforto e aconchego.

Os elementos são móveis em madeira como mesa, cadeias e armários. No caso dos objetos de decoração podemos seguir a linha de palha, vasos em madeira e pufes de feno. Interessante que as cores permeiam mais uma vez os tons terrosos e o que pode dar o toque especial é o jogo de texturas e sombras. 

Uma outra conexão interessante neste estilo é o uso de plantas, realizando uma ligação forte com a natureza, um contraponto a mais para se conectar com a sustentabilidade aplicada ao espaço.

Importante: não é obrigatório usar tudo junto e misturado! É saber filtrar as informações, saber editá-las. Em excesso, sua casa pode se transformar em um showroom e não no seu espaço. Use as informações com moderação e lembre-se que sua casa precisa estar na “sua” moda.

Leia mais:

https://delas.ig.com.br/casa/2018-10-08/mansao-famoso-bradley-cooper.html

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.