Brasil Econômico

Cada vez mais presente na decoração das casas, as obras de arte têm se tornado uma maneira criativa de dar mais estilo ao lar. Os artistas estão mais acessíveis ao público e uma vertente cada vez mais presente na decoração é a arte com grafite. 

Exclusividade no passado das ruas, muros e fachadas de edifícios, a arte urbana vem “entrando pela porta” e transformando espaços internos, com mescla de personalidade e movimento, registrando uma marca única ao ambiente.

Conheça mais

O grafite surgiu no início dos anos 70, em Nova Iorque, relacionado ao movimento cultural do hip-hop, expressando a realidade das ruas na metrópole como forma de protesto. Aqui no Brasil, também na mesma década, em São Paulo, o grafiteiro utilizava a cidade como um suporte de comunicação, anonimamente, de cunho político, social, cultural, humanitário e também artístico, expondo mensagens sem limitar locais e espaços. Uma resposta à censura vivida na época.

No final dos anos 90, esse movimento começa a ganhar força, invadindo os espaços, principalmente na decoração. Feiras e amostras do setor começaram a investir na urban art, ganhando mais notoriedade na composição do design como um todo.

Engana-se quem aposta que somente é considerado grafite se o artista utilizar spray. Existem diversos tipos de materiais possíveis que eles manuseiam, alinhado sempre a técnica e estilo desejado: spray, pincel, tinta látex, colagem, canetão, entre outros. E como escolher essa arte sem errar:

1.       Escolha o local da sua casa em que deseja aplicar: parede, piso, painel, móvel. Use a criatividade;

2.       Busque referências na internet: hoje temos um enorme acervo de opções sem sair de casa;

3.       Analise os tipos de desenho ou aplicações que mais agrada;

4.       Para escolher um artista, pesquise informações nas redes sociais ou, se preferir, peça indicação de alguém de confiança;

arte dinas
Dinas Miguel
a arte em grafite como decoração.

Os profissionais, em sua maioria, não são adeptos a reproduções. As referências devem servir como base e não como resultado final.

Lembre-se: não existe o estilo certo ou errado, muito menos regras. Pode apostar nesse tipo de expressão artística que o resultado será incrível.

Nota sobre o artista: Dinas Miguel é grafiteiro e artista plástico. Tem obras espalhadas pelo Estado de São Paulo e no mundo todo.

Nesse projeto, de autoria de Dinas Miguel e parceria com a colunista deste espaço Heloisa Yamashiro, foi desenvolvido um imóvel para locação de curta temporada. A ideia central é uma trazer um sentimento de arte pelo mundo, com releituras e toques de brasilidade como o cordel.

Dinas, em sua produção artística utiliza-se do lúdico e da realidade, onde se apropria de técnicas, materiais e suportes diferenciados. Realiza também curadoria de exposições, work-shops e intervenções ao vivo, tendo realizado manifestos artísticos em diferentes cidades brasileiras, além de outros trabalhos internacionais, podendo assim propagar e socializar sua poética artística que vem se plasmando e interagindo na construção artística e pessoal da sociedade.

    Veja Também

      Mostrar mais