Tamanho do texto

Colunista Cacá Filippini além de entender de moda, sabe organizar uma bagagem como ninguém. Anote todas as dicas e tenha uma boa viagem

Embora as férias já estejam quase acabando, ainda resta um tempinho para descansar e viajar. Mas com as frequentes mudanças feitas pelas companhias aéreas nas regras das bagagens e as especificidades que cada destino possui , o simples fato de fazer as malas pode virar um problema. 

Leia também: Como incluir a jaqueta jeans nos looks

Cacá Filippini dá dicas de como arrumar as malas sem esquecer nada e ainda ganhando espaço
Arquivo pessoal
Cacá Filippini dá dicas de como arrumar as malas sem esquecer nada e ainda ganhando espaço


Por isso, nossa colunista de Estilo Descomplicado – que também é uma viajante de carteirinha –, Cacá Filippini, traz dicas infalíveis para fazer as malas sem dores de cabeça. 

Seja a trabalho ou por lazer, para viajar é preciso organizar tudo. Quem nunca se viu gastando horas na função, carregando um monte de coisa e o pior, precisando comprar algo que não previu que iria precisar durante a viagem? Veja as dicas de Cacá para evitar roubadas e ainda exibir muito estilo por aí. 

Perguntas fundamentais

Organizar a bagagem é muito mais simples do que parece, uma vez que se tem claro as respostas para as seguintes perguntas:

  • Qual o destino? Praia, cidade, eco turismo, hotel fazenda, cidade histórica...?
  • Por quanto tempo vou ficar fora?
  • Qual o propósito da viagem?
  • Se for aéreo, qual o peso da mala permitido pela companhia?
  • Qual a previsão de temperatura durante o período em que você estará por lá?

Analisando o destino

Com esses questionamentos respondidos, meio caminho já está andado, pois você já terá o seu guia na hora de separar os itens que irá usar. Faça uma lista de tudo para não esquecer nada. Por exemplo, se a viagem for para conhecer cidades históricas, você precisa de conforto acima de tudo. Nada de salto alto ou vestidos muito chiques. Exceto um único modelito para uma possível saidinha à noite.

Para viagens que envolvam praia e piscina, dois biquínis de cor básica formam no mínimo quatro conjuntos, então não é preciso levar 10 conjuntos para um feriado. Assim como a saída de praia, você pode optar por um modelo que atenda tanto o pós-banho quanto uma esticadinha para um almoço. Lembre-se que roupas com muitos detalhes diminuem as opções de combinações.

Leia também: Especial de inverno: cuidados com mãos e unhas durante o período do frio

Antes de viajar, veja que tipo de roupa você precisará no local, assim fica mais fácil na hora da organização
shutterstock
Antes de viajar, veja que tipo de roupa você precisará no local, assim fica mais fácil na hora da organização


Outro tópico que se deve considerar é o tipo de tecido da roupa que vai levar, para não ficar refém do ferro de passar. Uma dica é tentar dobrar a peça de uma forma que fique bem esticada. Em camisas, faça a dobra na parte de baixo, pois assim ela ficará dentro da calça quando você for usar. Leve também pelo menos dois cabides descartáveis para usar o truque do vapor do banho para desamassar a roupa.

Ganhe mais espaço

Faça o espaço da mala render! Comece com os sapatos no fundo (se quiser, coloque as meias dentro deles) e complete as frestas com cintos, lingeries e itens que podem ser enrolados. No nécessaire, deixe de lado os potes grandes. Opte por versões “travel size” ou invista naqueles kits de frascos “refis”, assim você só leva o que vai realmente usar e não volta com peso morto para casa.

Precauções

Na mala de mão, leve sempre uma troca de roupa para situações de urgência, como extravio de mala ou necessidade de trocar a roupa por algum outro motivo. É legal também levar cópias de documentos e uma agenda com alguns contatos, pois nunca se sabe quando se vai precisar. Uma blusinha para uma queda de temperatura, também é super válida, ainda mais se a viagem for aérea e bater aquele soninho durante o voo. Ah, e não se esqueça dos cabos e objetos eletrônicos.

Se você é do tipo fominha, pode levar uma barrinha de cereal ou lanchinho, mas nada perecível ou líquido. Vale também ter a mão um adaptador de tomadas, para não chegar ao destino e não conseguir plugar nada na tomada.

O que não pode faltar na bagagem? 

Por fim, bati um papo com a especialista em malas inteligentes, Thais Moretzsohn, que me deu 5 dicas do que não pode faltar em qualquer mala, independente do destino e da época do ano:

  1. Jaqueta jeans ou uma camisa, pois combinam fácil e podem ser usadas com sobreposições;
  2. Pashimina, item bem-vindo para sair à noite, já que os lugares em sua grande maioria tem ar-condicionado e pode causar um desconforto;
  3. Bolsa versátil, daquela que dá para usar de dia ou à noite, de preferência com alças transversais para não atrapalhar o passeio;
  4. Um par de tênis de cor neutra para combinar com tudo e promover conforto;
  5. Um belo óculos de sol para compor um look mais estiloso e cuidar da saúde dos olhos.

Com essas dicas, desejo a vocês que aproveitem muito mais suas escapadinhas e se preocupem menos com as malas. Acompanhe nossas dicas na coluna Estilo Descomplicado  e descomplique sua vida .

    Leia tudo sobre: instaig
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.